icon Terça-feira, 28 de Janeiro de 2020

BRASIL & MUNDO - A | + A

13.11.2019 | 23h:41

OCDE vê com "preocupação" a suspensão de investigações com dados do Coaf

Por: IG Política

Toffoli arrow-options
Carlos Moura/SCO/STF - 1.7.19
Inclusão do Coaf em decisão de Toffoli levanta dúvidas em membros do MP do Rio

O presidente do Grupo de Trabalho sobre Suborno da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Drago Kos, afirmou que vê com preocupação a suspensão por parte do Supremo Tirbunal Federal (STF) das investigações com base em dados de órgãos de controle, como é o caso do  Conselho de Controle de Atividades Financeira (Coaf). A organização acredita que esse é o principal recurso contra casos de corrupção.

Em julho, o presidente do Suprema Corte, ministro Dias Toffoli , aceitou pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e suspendeu temporariamente todas as investigações em curso no país que tenham como base dados sigilosos compartilhados pelo Coaf , pela Receita Federal e pelo Banco Central , sem autorização judicial.

Leia também: Inquérito de Flávio Bolsonaro vai recomeçar do zero, diz colunista

"A preocupação principal é a liminar do STF sobre parar as investigações do Coaf sem nenhuma razão. Eles vão fazer uma decisão final semana que vem. Esperamos que o Supremo entenda que essa liminar não segue os padrões internacionais de luta contra a lavagem de dinheiro", disse Drago Kos.

Drago Koa ainda disse que, caso o STF mantenha essa decisão, a OCDE para tomar "medidas mais fortes" contra o Brasil. "O uso das unidades de inteligência financeira na luta contra a corrupção e terrorismo se tornará muito difícil com essa liminar. Depois da decisão do Supremo, um outro grupo de trabalho da OCDE (sobre Inteligência Financeira) vem e pode aplicar medidas mais fortes", afirmou.

Leia também: Investigado no caso Queiroz, Flávio Bolsonaro elogia troca no Coaf: "Blindagem"

A investigação que envolve Flávio Bolsonaro é a do esquema de "rachadinhas" na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro por ele ter supostamente se apropriado de parte do salário dos funcionários de seu gabinete quando ele era deputado estadual. O esquema seria operado pelo seu ex-assessor,  Fabrício Queiroz .



Fonte: IG Política
VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 79,87
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 4,62
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 78,75
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 29,90
LEITE R$/l 1,08
BOI GORDO À VISTA R$/@ 195,11
VACA GORDA À VISTA R$/@ 182,28
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet