icon Sexta-feira, 19 de Abril de 2019

CIDADES - A | + A

ENTREVISTA EXCLUSIVA EM VÍDEO 12.02.2019 | 10h:17

“A Santa Casa, pelo passado, vai ser caso de polícia", diz vereador Toninho de Souza

Por: Izabel Barrizon, da Redação

O Bom da Notícia

O Bom da Notícia

“A Santa Casa, pelo passado, vai ser caso de polícia. Vão ter operações da polícia fazendária e haverá prisões por aí. Pode atingir ex-integrantes da prefeitura e pode atingir ex-integrantes da Santa Casa”, alertou o vereador Toninho de Souza (PSD), em entrevista exclusiva ao jornalista Edivaldo Ribeiro, para o site O Bom da Notícia. 

 

A menção refere-se ao fato de que a Santa Casa de Misericórdia, em Cuiabá, passa por uma das maiores crises enfrentadas, culminando com a renúncia do presidente, o médico Antônio Preza, em 29 de janeiro deste ano.   

 

Segundo o parlamentar, que iniciou o movimento “Santa Casa de Portas Abertas”, no início deste mês, na Câmara de Cuiabá, o Ministério Público Federal (MPF), em conjunto com o Ministério da Saúde, detectou irregularidades na gestão passada durante auditoria realizada. 

 

“Só pra citar um exemplo: existem R$ 14 milhões de serviços recebidos e não prestados pela Santa Casa, não estou falando de emendas federais, tô falando de recursos repassados pela Prefeitura, por que não existe dinheiro colocado de graça na Santa Casa. Quando é repassado dinheiro há uma contrapartida, o serviço precisa ser prestado”, explicou o vereador, que ainda citou o ex-secretário municipal de Saúde, Huark Douglas Correia, alvo da segunda fase da Operação Sangria, deflagrada em dezembro do ano passado.       

 

“Mas eu entendo o seguinte, a população não pode ser penalizada por erros cometidos, erros que Huark cometeu, erros que a diretoria antiga da Santa Casa cometeu”.   

 

Para Toninho, que deve também exercer mandato de deputado estadual, pois ocupa a 1ª suplência do partido na Assembleia Legislativa, a instituição precisa voltar a atender a população com urgência, pois presta serviço de saúde de extrema necessidade.   

 

“A Santa Casa com as portas fechadas é o povo que padece, aquele paciente que precisa de cirurgia de vesícula, de apêndice, cirurgias das mais diferentes complexidades, que para os médicos não correm o risco de morte, mas significa sofrimento para o paciente”, justificou.  

 

Veja a íntegra da entrevista 

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Jose - 12/02/2019

Muito bem Vereador tem que fiscalizar mesmo e se foi roubo (desvio) o que aconteceu internamente ou má administração o culpado tem que pagar. Parabéns Toninho de Souza vai fundo nesse movimento!

Ana - 12/02/2019

É FATO A SANTA CASA DE PORTAS FECHADAS O POVO PADECE MESMO. PARABÉNS VER. TONINHO DE SOUZA PELA BELA ATITUDE DE AJUDAR QUEM MAIS PRECISA.

2 comentários

1 de 1

LEIA MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:





















logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet