icon Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019

CIDADES - A | + A

GREVE GERAL 14.06.2019 | 17h:05

Ato contra Reforma da Previdência reúne trabalhadores no Centro de Cuiabá

Por: Rafael Machado - O Bom da Notícia

Facebook CUT

Facebook CUT

Com cartazes, faixes e bandeiras contra o projeto de Reforma da Previdência, cortes na Educação e privatizações das estatais, centenas de trabalhadores foram às ruas de Cuiabá na tarde desta sexta-feira (14).

 

Os manifestantes ocuparam a Praça Ipiranga, no Centro, para alertar sobre os impactos negativos na vida dos trabalhadores, caso a proposta do governo seja aprovada pelo Congresso Nacional. Eles fizeram uma caminhada na região da Avenida Prainha até na Praça Alencastro.

 

Segundo a Polícia Militar, cinco mil pessoas participaram da mobilização e não houve nenhum registro de ocorrência.

 

Na Câmara Federal, o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) apresentou o parecer da reforma. A partir daí, foi aberta a contagem do prazo para que as discussões ocorram na Comissão Especial.

 

Várias categorias sindicais dos servidores públicos aderiram ao protesto como os profissionais da educação básica – que já estão em greve por tempo indeterminado. Além deles, profissionais do ensino superior, da área meio, da área de desenvolvimento econômico e social, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) também aderiram ao movimento.

 

“A proposta é uma colcha de retalhos, um dia é uma coisa outro dia é outra coisa. Existem categorias, em Brasília, fazendo gestão junto aos parlamentares e vai se salvar quem conseguir gritar mais alto”, declarou o representante do Fórum Sindical Oscarlino Alves.

 

A proposta do governo estabelece que os trabalhadores terão que ter idade mínima de 62 anos para as mulheres, e 65 anos para os homens, para aposentarem. Além disso, o tempo mínimo de contribuição do setor privado passará de 15 para 20 anos, para ambos os sexos.

 

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse que a intenção é aprovar o projeto no final do primeiro semestre deste ano.

 

Defesa

 

Durante o lançamento do programa ‘Juntos pelo Araguaia’, na cidade de Aragarças [GO], que faz divisa com Barra do Garças [MT], o governador Mauro Mendes (DEM) voltou a defender modificações no sistema de previdência social.

 

Para o democrata, a aprovação da proposta seria a única forma de encontrar 'um novo caminho para que o país não fique atolado no seu crescimento e na sua geração de empregos'.

 

Pedindo ainda aos deputados e senadores dos estados - presentes no evento -, que apoiassem o projeto de reforma enviada pelo governo de Bolsonaro, ao Congresso Nacional. Que discutissem a proposta, mas que não deixassem os estados e os municípios brasileiros de fora desta reforma, como forma de evitar que daqui há alguns anos o Brasil não fique com sua capacidade restrita de investimentos.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































INFORME PUBLICITÁRIO


INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 74,04
BOI GORDO À VISTA R$/@ 141,05
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 3,74
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 71,82
LEITE R$/l 1,09
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 23,17
VACA GORDA À VISTA R$/@ 132,07
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet