icon Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019

CIDADES - A | + A

AAUMT 19.10.2019 | 06h:30

Encontros discutem preservação do Centro de Cuiabá

Por: O Bom da Notícia

Profissionais da Academia de Arquitetura e Urbanismo de Mato Grosso (AAUMT) se reuniram com moradores e comerciantes em busca de soluções para a região do Centro Histórico de Cuiabá, que apresenta um quadro crítico de destruição e abandono.

 

O primeiro encontro aconteceu na terça-feira (15), outro será hoje (16) e mais um amanhã (17), no prédio da Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC), a partir das 18h30. A participação é gratuita, aberta ao público interessado, para debater temas pertinentes para a construção do Plano de Gestão Sustentável voltado à região.

 

Objetivo é construir plano de gestão sustentável voltado à região

De acordo com o presidente da AAUMT, Eduardo Chiletto, a construção do documento já está em andamento a partir de uma parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e recursos da Partnership for Action on Green Economy (Page), captados por meio da Organização das Nações Unidas (ONU). “São 63 mil dólares (aproximadamente R$ 260 mil) para aplicação em 9 projetos que visam o desenvolvimento sustentável do Centro Histórico mas, para essa iniciativa ter sucesso, todos os órgãos envolvidos e a sociedade civil organizada terão de trabalhar juntos”, explica.

 

Para o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC), Jonas Alves, essa é uma demanda muito antiga e que precisa, definitivamente, sair do campo das ideias, pois é um projeto que beneficia toda a cidade. “Temos que criar um rumo para fazer essa mudança, porque é uma judiação o que estamos vivendo no Centro Histórico”.

 

“Precisamos de alguma forma, compensar os moradores que enfrentam inúmeras barreiras impostas pela legislação, por causa do tombamento histórico, e se sentem diminuímos e têm seus imóveis desvalorizados. A prefeitura precisa estudar novas formas de incentivar a ocupação e manutenção do comércio local”, afirma a arquiteta e urbanista Ana de Cássia. O arquiteto José Antonio Lemos frisa que Cuiabá não é uma cidade qualquer, possui uma cultura que remete ao período colonial e merece ter reconhecimento nacional. “Precisamos buscar uma solução efetiva que ofereça visibilidade e valor ao nosso centro histórico e comercial”. (Com assessoria)

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































INFORME PUBLICITÁRIO


INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 71,82
VACA GORDA À VISTA R$/@ 132,07
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 3,74
LEITE R$/l 1,09
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 23,17
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 74,04
BOI GORDO À VISTA R$/@ 141,05
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet