icon Sábado, 21 de Setembro de 2019

CIDADES - A | + A

PIOR EM SETE ANOS 23.08.2019 | 16h:30

MPF requisita informações a Inpe, Sema e Ibama sobre queimadas em MT

Por: O Bom da Notícia

(Foto: ICMbio)

queimada-chapada.jpg

 

O Ministério Público Federal em Mato Grosso (MPF/MT), por meio do Ofício do Meio Ambiente e Patrimônio Cultural, instaurou procedimento para levantar informações, junto aos órgãos responsáveis, sobre a situação das queimadas que estão ocorrendo no estado de Mato Grosso.

 

Para tanto, foram encaminhados ofícios ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), à Superintendência Estadual do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama/MT) e à Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema). O prazo de resposta para todos os ofícios encaminhados é de 10 dias.

 

Conforme consta do despacho do procurador da República, titular do Ofício Ambiental, Erich Masson, várias notícias foram veiculadas na mídia nacional informando o aumento no número de queimadas em território mato-grossense no último mês, mesmo em áreas de preservação e em período em que há proibição para realização de queimadas, o que pode configurar crime ambiental.

 

Com o objetivo de tomar medidas, tanto para esclarecer os fatos quanto à possível responsabilização dos causadores das queimadas, seja penal ou criminal, foram enviados ofícios solicitando informações aos órgãos competentes.

Ao INPE, foi solicitado dados e registros técnicos acerca dos focos de incêndio em Mato Grosso a partir do dia 1º de julho, e esclarecimentos se houve aumento de queimadas em comparação a outros anos, entre outras informações.

 

Já a Superintendência do Ibama e a Sema deverão informar se há infrações ambientais sobre áreas federais e estaduais, respectivamente, que foram danificadas pelo fogo, a partir de julho deste ano, e se alguma medida administrativa foi tomada, como operações ou fiscalizações, para impedir o avanço das queimadas em Mato Grosso.

 

Matérias de circulação nacional sobre MT

 

Matérias de circulação nacional, como a Folha de São Paulo e Jornal Nacional, da Rede Globo, do último dia 21 de agosto, revelam dados diferentes dos que circulam em Mato Grosso.

 

Elas apontam que o Estado vem liderando as queimadas na Amazônia com quase 14 mil focos de calor acumulados em todo ano, de acordo com dados do Instituto Centro de Vida, com base no Inpe - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - e ainda levando em conta os oito primeiros meses do ano, em relação ao mesmo período do ano passado, houve um aumento de 87% nestes focos.

 

E se analisados o período de julho a setembro, como período proibitivo, quando fazer queimadas é ilegal em todo o Estado, este crescimento sobe para 205%. Ainda revelando que Mato Grosso enfrenta a pior temporada de queimadas dos últimos sete anos. Para piorar a situação ainda mais, das 141 cidades de Mato Grosso, apenas 22 têm unidades dos bombeiros.  (Com informações do MPF-MT)

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































VÍDEOS VEJA MAIS

INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 71,82
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 74,04
VACA GORDA À VISTA R$/@ 132,07
BOI GORDO À VISTA R$/@ 141,05
LEITE R$/l 1,09
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 23,17
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 3,74
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet