icon Quarta-feira, 19 de Junho de 2019

CIDADES - A | + A

'CUIDADO PARA NÃO SE QUEIMAR' 11.06.2019 | 15h:55

Sociedade de Ortopedia lança campanha de orientação sobre uso de fogos de artifício

Por: O Bom da Notícia

Assessoria

E

 

Atenta à importância da causa, a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) lança uma campanha para conscientizar a população sobre como prevenir os altos índices de traumas e queimaduras durante as festas juninas e julhinas. A campanha é feita em parceria com a Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão (SBCM) e Conselho Federal de Medicina (CFM) e conta com o apoio do Ministério da Saúde e Associação Médica Brasileira (AMB).

 

“Em respeito à cultura da queima de fogos de artifícios no Brasil, nosso objetivo não é condenar, mas sim orientar e conscientizar sobre o uso e manuseio corretos dos explosivos pelos adultos, e bombinhas e estalinhos pelas crianças. Afinal, as festas de São João são sinônimo de diversão e alegria para toda família”, reconhece o presidente da Comissão de Campanhas Públicas da SBOT, Sandro Reginaldo.

 

Uma em cada 10 pessoas tem um de seus membros superiores amputados ao manusear fogos de artifício. Dos cerca de 120 mortos nos últimos anos, mais de 24 eram crianças com menos de 14 anos de idade. Com base nesses e em outros dados alarmantes, é que 6 de junho foi instituído como o Dia Nacional da Luta contra Queimaduras pela Lei de número 12.026 de 2009.

 

Para o presidente da SBOT regional Mato Grosso, Renam Bumlai, os principais problemas envolvendo fogos são a perda dos dedos e até da mão devido à explosão antecipada do artefato. "Muitas lesões, cortes e até amputação de membros são provocadas pelo uso inadequado dos fogos de artifício, resultando no aumento de traumas ortopédicos registrados nas emergências dos hospitais nesse período do ano", explica.

 

Segundo o Sistema de Informação Hospitalar (SIM), nos últimos dez anos 5.063 pessoas foram internadas para tratamento por acidentes com fogos de artifício. Os homens representam a absoluta maioria dos registros: 4.245 internações, número que representa 83% do total de casos. As mulheres representaram apenas 17% das ocorrências, com 853 internações.

 

Algumas das recomendações da SBOT-MT para prevenir acidentes são comprar apenas produtos em lojas especializadas e certificadas, escolher versões menos explosivas, de fácil manuseio, dentro do prazo de validade e com certificado de garantia, optar por fogos que têm base de encaixe para ser fixada no chão a 30 metros de distância e verificar se não existem substâncias inflamáveis nem rede elétrica nas proximidades.

 

Outra dica é para que o lançamento dos foguetes seja feito apenas em lugares espaçosos, com circulação de ar e também descobertos, para não bloquear a trajetória da carga. Não se deve acender os fogos próximo ao rosto, nem apontá-los em direção a outra pessoa, nem colocá-los em garrafas ou tijolos, além de jamais soltar o foguete na mão e sempre seguir as orientações do fabricante que estão na caixa.

 

"Em caso de acidente algumas medidas podem ser tomadas, como lavar a queimadura com água fria ou soro fisiológico e envolvê-lo com um pano úmido e em caso de amputação, pode-se colocar o membro em um saco plástico dentro de um recipiente com gelo e levar o paciente para o pronto-socorro", finaliza o presidente da SBOT-MT.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































PROGRAMA TRIBUNA VEJA MAIS

O Bom da Notícia Programa Tribuna - 19/06/2019

INFORME PUBLICITÁRIO


INFORME PUBLICITÁRIO


INFORME PUBLICITÁRIO




icon COTAÇÕES MT
Boi a Vista R$/@ 135,00
Soja Disponível R$/sc 57,00
Algodão R$/@ 90,09
Milho Disponível R$/sc 21,70
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet