icon Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

POLÍCIA - A | + A

TRAGÉDIA NO AR 14.09.2019 | 07h:30

Há 4 dias, turistas de MT estão ‘presos’ na Bolívia passando frio e fome

Por: O Bom da Notícia

Arquivo Pessoal

Arquivo Pessoal

Mato-grossenses tentam sair de Uyuni, na Bolívia, há 4 dias e são impedidos por manifestantes que protestam contra o governo local.

 

Brasileiros reclamam que não há apoio por parte da Embaixada brasileira, enquanto o Itamaraty alega estar atuando para auxiliar os turistas dentro das possibilidades que a situação oferece. Um rapaz, que preferiu não se identificar, conta que chegou a cidade na terça-feira (11).

 

O local é uma das principais portas de entrada para o Salar de Uyuni, o maior deserto de sal do mundo. O passeio pelo local seria feito na quarta-feira (12), pela manhã, mas não foi realizado. “Conseguimos um hostel. Os lugares que encontramos para comer são abertos de forma clandestina porque há retaliação”, relata 

 

Porém, de acordo com o rapaz, outras pessoas não tiveram a mesma sorte e acabaram dormindo na rua e estão com dificuldade para comer. O clima no local é muito frio e, nessa semana, os termômetros chegaram a registrar -4ºC em uma madrugada. 

 

O jovem diz ainda que algumas agências turísticas tentaram solucionar o problema. Houve uma tentativa de retirada dos turistas da região, sob o pagamento de 200 bolivianos por pessoa. Entretanto, isso não era a garantia para a saída. Os turistas procuraram auxílio da Embaixada Brasileira, mas as informações são desencontradas. Ora dizem que conseguirão ajuda, em outro momento a informação não se confirma. 

 

Essa incerteza é o que causa o desespero. Um grupo formado por 6 brasileiros tentou uma nova saída na tarde de ontem, em um carro. Foram barrados no primeiro bloqueio. Passaram por essa barreira, mas foram parados novamente, 800 metros depois. 

 

“Não nos deixaram passar, pegaram até a gasolina reserva que tinha no carro”, disse uma outra turista que também preferiu o anonimato. Os motivos para impedir a saída, não só dos brasileiros mas como de turistas de diversos outros locais que estão na região, não são devidamente explicadas.

 

“Não nos informam direito”, diz a mulher. Bloqueio O bloqueio em Uyuni começou no dia 3 de setembro como forma de pedir a renúncia do governo boliviano. Até essa sexta-feira (13), 6 dos 7 representantes já haviam renunciado.

 

Fonte: Natália Arraújo A Gazeta

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































VÍDEOS VEJA MAIS




icon COTAÇÕES MT
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 23,17
LEITE R$/l 1,09
VACA GORDA À VISTA R$/@ 132,07
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 71,82
BOI GORDO À VISTA R$/@ 141,05
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 3,74
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 74,04
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet