icon Sábado, 14 de Dezembro de 2019

POLÍCIA - A | + A

VIOLÊNCIA SEM FIM 13.08.2019 | 13h:30

Justiça mantém preso homem que matou filha de 7 meses; assassino avisa a ex que 'ela se arrependeria'

Por: Rafael Medeiros

Arquivo Família

Arquivo Família

O juiz Conrado Machado Simão manteve preso Diogo Morais Justino, 26 anos, que matou a filha Eloisa Sofia de 7 meses no Dia dos Pais, em Sapezal (480 km de Cuiabá). Durante a audiência de custódia, Diogo ficou calado e não deu mais informações sobre o crime. Ele mandou áudios para a ex-mulher, mãe da vítima, momentos antes do crime.

 

A audiência foi realizada na tarde de ontem (12).

 

“A liberdade do flagrado, ao menos neste momento, mostra-se temerária quando confrontada com o acautelamento do meio social porque o crime dessa natureza não causa abalo somente nos familiares da vítima, mas também na sociedade sapezalense em virtude da gravidade concreta do delito”, trecho da decisão.

  

Diogo matou a filha de 7 meses com golpe de chave de fenda e tentou se matar em seguida por reprovar o comportamento da ex-mulher

A juíza pontuou ainda que a segregação de Diogo é importante para garantir a integridade física dele e também de outros familiares da bebê, inclusive da mãe da criança. 

 

Além disso, Diogo tentou se matar após o crime, sem sucesso, sendo socorrido pelo Samu e levado a um hospital local. Conforme a magistrada, a fixação de medidas cautelares diversas da prisão, nesse caso, seria insuficiente. 

 

Áudio

 

No áudio, que a família disponibilizou à polícia, Diogo mostra que não aceita o fim do relacionamento. 

 

"Falei que você ia se arrepender pro resto da sua vida. Eu avisei. Amo muito a minha filha e não quero viver sem ela", diz em um dos áudios. Em seguida, ele se despede e pede perdão pelo crime.

 

A prisão

 

Diogo foi preso em flagrante no domingo (11), depois de matar a filha Eloisa Sofia, de 7 meses. Ao ser conduzido para a delegacia, confessou o crime. Segundo o delegado Gustavo Godoy, o autor alegou que a ex-companheira e mãe da criança estaria se desviando da igreja. “Ele não queria que a filha seguisse o mesmo caminho”, disse o delegado. Essa versão foi confirmada por uma testemunha.

 

O casal estava separado há 4 dias até a data do crime. No sábado (10), o rapaz buscou a filha para passar a data comemorativa com ele. Durante o depoimento, de acordo com o delegado, Diogo foi frio e relatou como golpeou a filha com uma chave de fenda na região torácica. Depois, tentou se matar com a mesma ferramenta. 

 

A perícia esteve na casa e encontrou a bebê no berço. Porém, havia manchas de sangue também na cama. Os peritos recolheram alguns objetos que serão analisados. As testemunhas que foram ouvidas até o momento, de acordo com o delegado, disseram que nunca presenciaram nenhum comportamento suspeito por parte do rapaz ou nenhum tipo de ameaça. 

 

As investigações continuam e a mãe da criança será ouvida assim que for possível. Todavia, Godoy adianta que a princípio Diogo deverá ser indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil e ainda praticado contra menor de 14 anos.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 4,62
LEITE R$/l 1,08
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 78,75
VACA GORDA À VISTA R$/@ 182,28
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 79,87
BOI GORDO À VISTA R$/@ 195,11
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 29,90
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet