icon Quinta-feira, 17 de Outubro de 2019

POLÍCIA - A | + A

HOMOFOBIA E CRUELDADE 25.05.2019 | 11h:04

Membro do Comando Vermelho é condenado a 20 anos de prisão por matar travesti

Por: Ana Adélia Jácomo

(Foto: Reprodução/Fcebook)

(Foto: Reprodução/Fcebook)

Chegou ao fim nesta sexta-feira (24) o júri popular que condenou Valdinei Souza da Silva a 20 anos de prisão pela morte da travesti Tábata Brandão.

 

Impulsionado pela homofobia, enquadrado nos crimes de homicídio por motivo torpe e ação que dificultou a defesa da vítima, o réu é membro do Comando Vermelho em Rondonópolis (215 km ao Sul de Cuiabá), onde ocorreu o crime. 

 

“A vítima morreu unicamente por ser travesti. Oras, o denunciado não consegue compreender a aceitar a grandeza da psique humana, repudiando o que lhe é diverso e se achando no direito de promover uma 'limpeza social' com respaldo nos padrões heteronormativos”, diz trecho da decisão. 

 

De acordo com dados do processo, a vítima tinha o nome de Jean Henrique Dias, conhecido como Tábata, e trabalhava com programas sexuais. O acusado passou pelo local de moto com a esposa e ofendeu a travesti, que revidou a ofensa. Houve discussão e o réu saiu do local irritado.  

 

Valdinei buscou uma arma em sua residência, e voltou ao local para procurar Tábata. Assim que encontrou, atirou quatro vezes em diferentes partes do corpo da vítima.

 

A travesti não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O suspeito fugiu em seguida. Conforme a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), o assassinato ocorreu na madrugada do dia 25 de junho de 2017, no bairro Novo Horizonte.

 

O acusado foi preso em 18 de setembro daquele ano e encaminhado ao Presídio da Mata Grande e está no local até então. Após o voto dos jurados, o juiz Wagner Plaza Machado, da Primeira Vara Criminal de Rondonópolis, explicou sobre o cálculo da pena, considerando que o crime foi motivado pela homofobia, por motivo torpe e que dificultou a defesa da vítima. 

 

“Em sua consciência, os homossexuais são cidadãos de segunda ou terceira categoria e não merecem respeito, respaldo e sequer o direito à vida. Estamos um momento tenso de nossa sociedade em que a intolerância está a ganhar força, seja a intolerância sexual, religiosa ou racial. Soma-se ainda que nossa sociedade, como um todo, tem repúdio aos transexuais, não lhes compreendendo, não lhes aceitando, marginalizando-os e fixando-os como depravados, errados e abusadores; impondo diversos males a esta categoria, posto que somente são aceitos para raras profissões, o que lhe impõe, por regra, a prostituição como meio de vida, isto porque a própria família o abandona à sorte das ruas”, diz trecho outro da sentença.

 

O réu tem antecedentes criminais.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































VÍDEOS VEJA MAIS




icon COTAÇÕES MT
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 71,82
VACA GORDA À VISTA R$/@ 132,07
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 74,04
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 3,74
LEITE R$/l 1,09
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 23,17
BOI GORDO À VISTA R$/@ 141,05
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet