icon Sábado, 07 de Dezembro de 2019

POLÍTICA - A | + A

LEI DE TALIÃO 13.11.2019 | 19h:08

Abílio promete contra-atacar em novo pedido de cassação

Por: Marisa Batalha/O Bom da Notícia

(Foto: Câmara de Cuiabá)

toninho e abilio 2.jpg

 

O parlamentar social cristão Abilio Junior revelou nesta última terça-feira (12) que há um novo pedido de cassação contra seu mandato, na Câmara, como vereador por Cuiaba. Este é o segundo em menos de duas semanas.

 

No final de outubro, o parlamento cuiabano instaurou procedimento para apurar a conduta de Abílio, por meio da Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, comandada pelo vereador Toninho e Souza (PSD), em decorrência de supostos excessos cometidos por Abílio, dentro e fora da Câmara.

 

Este segundo pedido de cassação contra o parlamentar municipal é por conta, segundo ele, por ter entrado no Pronto Socorro para uma fiscalização, 'na condição de visitante'. "Já estou sabendo que estão entrando com mais um novo pedido de cassação contra meu mandato. Agora, acreditem, porque entrei no Pronto Socorro como visitante. O que eles querem é me cansar. Porque enquanto me defendo, deixo de realizar ações que poderiam ser úteis à população".

O vereador social cristão vem pautando seus ataques, pelo princípio da justiça capturado pela expressão "olho por olho, dente por dente" [conhecida como Lei de Talião, que busca que o agressor seja punido em igual medida do sofrimento que ele causou]

 

Abílio e outros vereadores que fazem oposição ao prefeito emedebista, Emanuel Pinheiro, na Câmara de Cuiabá, fizeram por algumas vezes visitas surpresas no PSM, como forma de comprovar denúncias de falta de medicamentos, insumos, corredores cheios e atendimento precário na unidade hospitalar. Abílio tem até essa quinta-feira(14), para se defender em plenário contra a cassação.

 

O vereador social cristão vem pautando seus ataques, pelo princípio da justiça capturado pela expressão "olho por olho, dente por dente" [conhecida como Lei de Talião, que busca que o agressor seja punido em igual medida do sofrimento que ele causou]. Assim, promete trazer à tona, novas declarações em plenário e outras denúncias contra colegas de Casa.

 

E, possivelmente, tão bombásticas quanto a denúncia apresentada por ele, contra o parlamentar tucano, Adevair Cabral, de que usava o velho 'teste do sofá' para garantir empregos as mulheres que o procuravam por emprego.

 

Abílio apresentou no parlamento cuiabano, recentemente, uma denúncia contra Adevair Cabral, sobre suposto assédio sexual sofrido por uma enfermeira, lotada em um posto de saúde na capital, que na busca de um padrinho político, teria encontrado o vereador tucano e acabou sendo vítima dele.

 

O outro alvo de Abílio é o vereador Toninho de Souza(PSD), apresentador do Programa Cidade Alerta, na TV Vila Real.

 

Contra Toninho, o vereador apresentou pedido de abertura de Comissão Processante, sob o argumento de ter sido submetido a várias humilhações proferidas contra ele, por Toninho, de maneira ofensiva, violenta e desonrosa em abril deste ano.

 

Dentre elas estaria uma, em que o vereador social democrata aponta que Abilio Junior[mais conhecido como Abilinho], enquanto vereador teria direito de fiscalizar as unidades de saúde, "mas primeiro ele precisaria se tratar para entrar em uma UTI. Se vocês observaram, Abilio é ‘perebento’. Olhando as mãos dele há perebas. Ele é um risco de transmissão de doença", disse Toninho na ocasião, após Abilio e outros vereadores terem feito uma visita e doação de insumos ao Hospital e Pronto Socorro de Cuiabá.

 

O pedido de abertura de Comissão Processante contra o apresentador e parlamentar não foi, entretanto, levado a plenário nesta última terça-feira(12), o que, claro, causou uma reação imediata em Abílio que, em conversa com jornalistas, chegou a contestar o presidente da Câmara de Cuiabá, Misael Galvão (PSB), por descumprir a lei e não apresentar o pedido contra o colega.

 

De acordo com Abílio, seu pedido foi negligenciado, sob o olhar do Regimento da Casa, já que teria protocolado a medida na Procuradoria da Casa, na semana passada. O que, obrigatoriamente, colocaria a proposta na pauta.


O vereador ainda citou o Decreto 20167, lembrando que esta é uma lei federal que define como são os trabalhos da comissão processante, em caso de pedido de cassação tanto de vereadores quanto de prefeito. Exigindo que prazos sejam cumpridos e, assim, como no seu caso, como foi protocolado há uma semana, na semana posterior precisaria ir a plenário para ser votado.

 

Além de Adevair e Toninho de Souza ainda estariam na mira do vereador Abílio Junior, os vereadores Chico 2000 (PR), Juca do Guaraná (Avante) e Renivaldo Nascimento (PSDB).

 

CONTRA-ATAQUES

 

No último dia 29 de outubro, em uma coletiva de imprensa, o vereador social cristão, Abílio Junior, assegurou aos vereadores da Casa de Leis de Cuiabá que usaria do mesmo expediente que alguns colegas de parlamento estariam usando contra ele.

 

E, assim, colocaria pelo menos entre seis a sete colegas de Casa, na berlinda, como ele se encontra atualmente. Ao ressaltar que alguns vereadores com a intenção de cansá-lo, estariam usando de ferramentas jurídicas dentro do parlamento municipal, como forma de cassar seu mandato.

 

"[...] Se querem cassar meu mandato, então vou juntar meus argumentos [minha peça de defesa] contra a de outros vereadores que estão se posicionando contra mim e vou mostrar, ao juntar as peças, quem estaria com a razão. Se este é o expediente [o critério que estão usando para cassar meu mandato], vou usar também os argumentos que tenho [...] Assim, serão pelo menos sete vereadores a serem cassados aqui na Câmara Municipal, quem sabe se a Câmara não fica melhor assim [...]".

 

Afirmando ainda que estaria pronto para contra-atacar os argumentos, que alguns colegas podem estar preparando contra ele, no sentido de assegurar a perda de seu mandato e sua inelegibilidade nas próximas eleições.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 29,90
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 78,75
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 79,87
BOI GORDO À VISTA R$/@ 195,11
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 4,62
VACA GORDA À VISTA R$/@ 182,28
LEITE R$/l 1,08
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet