icon Terça-feira, 17 de Setembro de 2019

POLÍTICA - A | + A

APÓS CHAMAR PREFEITO DE MENTIROSO 10.09.2019 | 20h:30

Pinheiro: Mauro não está tendo uma postura de chefe de Estado

Por: Marcio Camilo - O Bom da Notícia

Montagem

Montagem

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), disse que o governador Mauro Mendes (DEM) não teve uma postura de chefe de Estado ao chamá-lo de mentiroso por causa de repasses da saúde envolvendo o governo e a Capital.

 

"Não vou entrar nesse nível do governador, que devia estar muito nervoso na hora devido aos muitos problemas que têm. Essa não é uma postura mais indicada para o chefe do Executivo estadual", disse nesta terça-feira (10), em conversa com a imprensa, após o lançamento do Projeto Hora Estendida em unidades de Saúde da Atenção Básica, em Cuiabá.

 

Ressaltando que os gestores precisam manter uma boa relação institucional para não prejudicar a população.

  

Não vou entrar nesse nível do governador, que devia estar muito nervoso na hora devido aos muitos problemas que ele têm

"Principalmente quando se discute um assunto tão grave e tão sério que é um dívida, pois o que está em jogo não é só dinheiro, mais investimentos em favor da população cuiabana. Mesmo que seja o valor que o Estado reconhece, os quase R$ 40 milhões. Pois ainda assim é uma dívida altíssima que o Estado tem com a  cuiabania", enfatizou o gestor.

 

No último final de semana, questionado por jornalistas, Mauro contestou o valores que a prefeitura alega ter para receber do Estado.

 

O prefeito tem apontado em alguns eventos uma dívida do Estado, com a saúde municipal, na ordem de R$ 56 milhões, que foi herdada por Mauro de seu antecessor, Pedro Taques (PSDB). Já o governador vem se contrapondo, assegurando que a dívida é de R$ 39 milhões.

 

"O prefeito Emanuel Pinheiro trabalha pouco e mente muito", disparou o democrata.

 

"Eu não vou entrar nessa discussão, não nesses termos em que o governador colocou, e espero que daqui para frente ele entenda que essa relação institucional entre governador e prefeito precisa ser feita em alto nível, com respeito mútuo, principalmente quando o que está em jogo é a saúde pública da capital", rebateu Emanuel.

 

Acrescentando que precisa desse dinheiro para pagar dívidas que a Prefeitura tem com o Hospital Geral e outras unidades conveniadas com o SUS. A direção do HG, inclusive, já ameaçou parar de atender a UTI por falta de recursos. Assim, para quitar estas pendências, ainda pontuou o prefeito emedebista, ele estaria disposto a aceitar que o Governo pague até o valor que julgar ser o real, para depois ser feito um balancete da dívida.

 

"Então que sejam pagos este R$ 39 milhões e, paralelamente, minha equipe realiza um encontro de contas com a equipe do Estado para ver se há mesmo esta diferença de R$26 milhões Mas se estivermos certos, eu não vou perdoar um centavo do Estado ou da União, pois este dinheiro é da população cuiabana. Então que façam uma proposta, eu aceito. Pode ser parcelado, o que não pode é não pagar, ou fingir que não existe.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Luiz - 11/09/2019

Então vai lá Sr Emanuel do Paletó, conta a verdade sobre o dinheiro que aparace recebendo, derrubando e colocando no bolso do seu paletó. MM fala e não manda falar.

1 comentários

1 de 1

LEIA MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































VÍDEOS VEJA MAIS

INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 23,17
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 71,82
LEITE R$/l 1,09
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 3,74
BOI GORDO À VISTA R$/@ 141,05
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 74,04
VACA GORDA À VISTA R$/@ 132,07
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet