icon Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019

POLÍTICA - A | + A

DIZ MAURO PARA PINHEIRO 05.08.2019 | 15h:44

'Aquele que trabalha não precisa fazer aliança antes do tempo'

Por: Marcio Camilo - O Bom da Notícia

Reprodução

Reprodução

“Quem trabalha e entrega resultado, não precisa se preocupar em ficar fazendo aliança política antes do tempo”. A frase é do governador Mauro Mendes (DEM) e serve como crítica direta ao prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), que tem propagado pelos quatro cantos que já conta com apoio político dos principais caciques democratas para o seu projeto de reeleição.

 

Eu lembro bem dessa conversinha do governador que eu sucedi. Que ficava um ano e meio antes falando de aliança, que tinha um monte de gente apoiando[...] Deu no que deu. Foi para a eleição, não trabalhou direito e ficou em terceiro lugar

O governador lembrou que quem tinha esse mesmo tipo de conversa era o seu antecessor, Pedro Taques (PSDB), que, segundo Mauro, ficava falando de seus eventuais apoios antes do tempo.

 

“Eu lembro bem dessa conversinha do governador que eu sucedi. Que ficava um ano e meio antes falando de aliança, que tinha um monte de gente apoiando[...] Deu no que deu. Foi para a eleição, não trabalhou direito e ficou em terceiro lugar”, ressaltou Mauro nesta segunda-feira (05), em entrevista ao Jornal do Meio Dia.

 

Questionado se dará apoio ou não ao prefeito, o governador disse que ainda é muito cedo para falar de eleições 2020. Que não só Pinheiro, como os demais prefeitos, têm que mostrar resultados à população, que está atenta aos movimentos dos políticos.

 

“Então vale para o prefeito Emanuel Pinheiro e para qualquer prefeito. Quer ganhar a eleição, trabalhe, entregue resultados. Chegue lá nas eleições bem avaliado, que em muitos casos nem adversário vai ter. A população não é besta, sabe distinguir quem trabalha de verdade e quem fica de conversa fiada”, disparou o governador.

 

As trocas de farpas entre Mauro e Pinheiro pela imprensa ocorrem desde as últimas eleições, em outubro do ano passado, quando o prefeito de Cuiabá, contrariando a decisão do MDB, que estava no arco de aliança do Democratas, decidiu apoiar o senador Wellington Fagundes (PL) para governador do Estado.

 

Desde então Pinheiro tem criticado a postura de Mauro por não ter pago a Revisão Geral Anual (RGA) aos servidores e por não querer conceder aumento salarial aos professores, que estão em greve há 71 dias.

 

Já Mauro tem dito que Pinheiro ficou dois meses indo e voltando de Brasília, mas que não teve a competência de reabrir a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, que acabou sendo estadualizada.

 

“O dia que esse problema chegou no meu colo, em uma semana tomamos a decisão. Fizemos a requisição administrativa e dois meses depois a Santa Casa foi aberta numa grandiosa reforma, no mais alto padrão de qualidade”, destacou o governador.

 

‘Mais carinho e chamego’

 

Durante a entrevista, o governador também reconheceu que está distante da política partidária e que não tem dado atenção devida aos Democratas, que, desde de janeiro, reclamam da falta de espaço e cargos mais estratégicos no Governo. Essa é uma reclamação, inclusive, de uma da maiores lideranças da sigla, o ex-governador Júlio Campos.

 

“Estão cobrando um pouco mais de carinho, de chamego (risos). Talvez tenham um pouco de razão, mas eu peço a eles paciência, porque eu fui contratado pela população para consertar Mato Grosso”, ressaltou.

 

“Júlio Campos é um querido, teve o seu tempo, fez história na política e merece todo o nosso respeito. Mas, no momento, estamos fazendo muitos enfrentamento e as vezes falta tempo para dar essa atenção política[...] Mas vai ter o tempo do cafezinho, mas por enquanto é o tempo do trabalho sério para tomar decisões em prol do Estado”, enfatizou o governador.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































INFORME PUBLICITÁRIO


INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
LEITE R$/l 1,09
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 3,74
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 23,17
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 71,82
BOI GORDO À VISTA R$/@ 141,05
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 74,04
VACA GORDA À VISTA R$/@ 132,07
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet