icon Terça-feira, 28 de Janeiro de 2020

POLÍTICA - A | + A

NO PAIAGUÁS 11.12.2019 | 11h:27

Botelho aponta parceria da AL em conquistas do governo

Por: Marisa Batalha/O Bom da Notícia

(Foto: Gcom-MT)

(Foto: Gcom-MT)

Longe das discussões realizadas comumente no plenário da Assembleia, com cada um dos 24 deputados defendendo seus pontos de vistas, o presidente do Legislativo estadual, o deputado democrata Eduardo Botelho, apontou a lealdade do parlamento estadual, à atual administração, ao ressaltar a parceria dos deputados ao governo, neste primeiro ano do mandato de  Mauro Mendes(DEM).

 

O posicionamento do presidente da Mesa Diretora da Casa de Leis foi feita nesta última terça-feira (10), em reunião no Palácio Paiaguás, após anúncio do governo sobre o pagamento do 13º salário dos servidores e ainda a quitação, em uma única parcela, do salário de todos os funcionários públicos

 

 

O posicionamento do presidente da Mesa Diretora da Casa de Leis foi feita nesta última terça-feira (10), em reunião no Palácio Paiaguás, após anúncio do governo sobre o pagamento do 13º salário dos servidores e ainda a quitação, em uma única parcela, do salário de todos os funcionários públicos .

 

Acompanhado de alguns dos parlamentares que fazem parte da base de apoio do governo, na Assembleia, Botelho relembrou da força-tarefa realizada pelo Legislativo, desde o início deste ano, comemorando entre as aprovações na Casa de Leis, a do pacote de medidas do governo que já estaria começando a render bons frutos para Mato Grosso, após a promoção do reequilíbrio fiscal no Estado.

 

"No início do governo do Mauro eu dizia para as pessoas que muita gente que estava, na época, reclamando iria elogiar o governador mais lá na frente. E que isto iria começar a acontecer quando eles começassem a ver as coisas melhorando. E é isso que está acontecendo. Pois não dava mais para conviver com a situação anterior quando, por exemplo, chegava o dia do repasse do duodécimo, era um estresse [...]só não xingava o Gallo por ele é meu amigo [o secretário de Fazenda Rogério Gallo foi, igualmente, secretário de Estado no governo anterior de Pedro Taques (PSDB)[...] Isso já começou a melhorar e é isso que nós queremos, é isso que nós acreditamos".

 

Botelho ainda apontou - o protagonismo da Assembleia -, por meio dos projetos aprovados e, sobretudo, a responsabilidade dos deputados na realização das modificações que se fizeram necessárias em algumas destas propostas que, ao final, assegurou os avanços que o governo buscava.

 

"[...]Ele [governador] está apresentando aqui o resultado que já nos animam. O déficit normal do estado estava sendo mais de R$ 1 bilhão por ano. Ele já está terminando o ano com déficit em torno de R$ 300 milhões. O déficit total que tinha ficado do governo passado, que era mais de R$ 3 bilhões, hoje já vai estar em torno de R$ 1,5 bilhão aproximadamente, quer dizer, já reduziu aí quase R$ 2 bilhões de restos a pagar. Então, é um avanço muito grande, uma melhora nas contas públicas".

 

Lembrando que, claro, o governo e Assembleia, ainda têm pela frente temas espinhosos como a reforma da previdência, aprovada nesta segunda-feira (09), pelo Conselho de Previdência de Mato Grosso, que altera de 11% para 14% a alíquota de contribuição de servidores públicos de praticamente todos os Poderes. A votação ocorreu após o Executivo propor aos conselheiros o desmembramento do projeto original, já que a alíquota precisa passar por alteração para seguir a determinação da Emenda Constitucional 103/2019, que sinaliza que Estados e municípios não podem ter alíquota menor do que os 14% estipulados pela União.

 

O texto que seguirá ainda esta semana para a Assembleia Legislativa promete boas quedas de braço no parlamento, mas para Botelho não há mais como fugir desta questão da previdência. "Não tem mais como fugir desta discussão e o momento é agora. Acho, aliás, que já está até tarde. Queria que o governador mandasse antes. Então, nós temos que fazer essa discussão. É ruim? É. Mas é necessário. É a história do remédio que não mata. Quem gosta de tomar injeção? Eu não gosto, mas todo mês eu tomo injeção de testosterona. Fazer o que? Mas tem que tomar".

 

Botelho também fez questão de frisar que o empenho dos deputados proporcionou condições de o governo pagar o 13º salário dos servidores no próximo dia 20 e o salário no mês. E que o trabalho independente do parlamento estadual ajuda no aperfeiçoamento dos projetos do Poder Executivo. “A Assembleia tem a sua independência e por isso há projetos que propõem melhorias, por meio de emendas que os deputados entendem que é uma forma de aperfeiçoar. É a independência dos poderes, o governador Mauro Mendes já entendeu isso e temos que respeitar. Eu, como presidente, respeito fielmente o que a maioria dos deputados decide”, explicou.

 

O governador, claro, reconheceu o trabalho dos deputados na retomada do requilíbrio fiscal e, consequentemente, o desenvolvimento, a exemplo da renovação do Fethab e a renegociação da dívida com o Bank of America.

 

“Agradeço muito à Assembleia Legislativa. Não há como implementar as medidas sem o apoio da Assembleia. Tudo o que nós fazemos vem do bolso do contribuinte. E é para esse cidadão que o Estado precisa voltar seus olhos. É na adversidade que normalmente a civilização produz mais conhecimento, pois os problemas nos obrigam a produzir soluções. Precisamos devolver à sociedade aquilo que ela espera de todos nós", completou. (Com informações da AL-MT)

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 29,90
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 79,87
BOI GORDO À VISTA R$/@ 195,11
LEITE R$/l 1,08
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 78,75
VACA GORDA À VISTA R$/@ 182,28
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 4,62
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet