icon Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

POLÍTICA - A | + A

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA 07.08.2019 | 19h:30

Delegadas e ex-secretário se tornam alvos de ação no MPE

Por: Rafael Machado - O Bom da Notícia

Reprodução

Reprodução

As delegadas da Polícia Civil, Alessandra Saturnino e Alana Cardoso e ainda o ex-secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques se tornaram alvos de um inquérito civil público, instaurado pelo Ministério Público do Estado (MPE), por supostas práticas de improbidade administrativa.

 

A portaria que instaurou o inquérito foi assinado na última segunda-feira (5), pelo promotor de Justiça, Reinaldo Rodrigues de Oliveira Filho.

 

O promotor considerou o aditamento oferecido pelo procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, na ação que investiga esquema conhecido como ‘Grampolândia Pantaneira’, que pediu o arquivamento de um inquérito policial contra às delegadas em relação ao crime previsto no artigo 10, da Lei 9.296 – interceptação sem autorização judicial.

 

Na portaria, o promotor cita que os fatos relatados caracterizam, em tese, a prática de atos de improbidade administrativa que atentaram contra os princípios da administração pública e dano ao erário público”.

 

Ele determinou que as delegadas e o ex-chefe da Casa Civil sejam notificados para que no prazo de 10 dias se manifestem, caso queiram.

 

Na semana passada, o juiz Jorge Luiz Tadeu Rodrigues, da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, recebeu a denúncia do MPE contra o ex-chefe da Casa Civilque agora se tornou réu na ação penal que investiga possível esquema de interceptações telefônicos ilegais.

 

Segundo a denúncia do Ministério Público, Paulo Taques teria solicitado investigações contra a publicitária, Tatiane Sangalli [apontada como ex-amante de Paulo Taques] e da ex-servidora Caroline Mariano. Ele teria contato uma ‘história cobertura’ de que através de Sangalli e Caroline, o ex-bicheiro João Arcanjo obteria informações suficientes para planejar um atentado contra a vida dele e de seu primo, o governador Pedro Taques.

 

Os contatos foram anexados a uma representação por interceptação telefônica da operação Forti.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































VÍDEOS VEJA MAIS




icon COTAÇÕES MT
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 74,04
BOI GORDO À VISTA R$/@ 141,05
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 3,74
VACA GORDA À VISTA R$/@ 132,07
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 23,17
LEITE R$/l 1,09
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 71,82
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet