icon Sábado, 20 de Julho de 2019

POLÍTICA - A | + A

TROCA DE FARPAS 18.06.2019 | 14h:51

Emanuel alfineta Fábio Garcia e diz que Cuiabá merece suplentes e construtoras melhores

Por: Ana Adélia Jácomo

Reprodução

Reprodução

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) ironizou nesta terça-feira (18), as declarações dadas pelo presidente do DEM em Mato Grosso e suplente de senador, Fábio Garcia, que disse que Cuiabá merece um prefeito muito melhor e que a legenda pretende lançar candidato próprio ao pleito de 2020.

 

Ocorre que Pinheiro havia declarado anteriormente que achava “natural” uma aproximação das siglas. Após a rejeição de Fábio, o prefeito o alfinetou e declarou que concorda com as declarações, e completou dizendo que a capital merece suplentes melhores e construtoras melhores.

 

A declaração faz clara alusão ao fato de Fábio Garcia ser neto do ex-governador José Garcia Neto, e filho do empresário Robério Garcia, o Berinho, dono da polêmica Engeglobal Construções Ltda, responsável pela construção dos Centros Oficiais de Treinamento (COTs) da UFMT e da Barra do Pari, e de fazer a reforma e ampliação do Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, em 2014. E que após abrir recuperação judicial ainda tenta na Justiça receber dinheiro, ainda das obras do Mundial do Futebol, na Justiça.

 

“Ele tem razão. Cuiabá precisa de um prefeito muito melhor, de um vereador muito melhor, de um deputado federal muito melhor, de um suplente de senador muito melhor, de construtoras muito melhores. Cuiabá precisa melhorar em tudo. Eu concordo com ele”, ironizou Pinheiro. 

 

O prefeito aproveitou a oportunidade e deixou claro que não quis dizer que o DEM o apoiaria em uma possível tentativa de reeleição, mas que as siglas são naturalmente aliadas. Pinheiro se mostrou confiante na possível aliança e chegou, inclusive, a lembrar que foi coordenador de campanha do atual governador Mauro Mendes (DEM), quando ele disputou e venceu as eleições para prefeito de Cuiabá em 2012.

 

Segundo ele, a coligação “seria um caminho natural”, tendo em vista sua ligação com os cacique da legenda, o senador Jayme Campos e o ex-governador Júlio Campos e com o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho. 

 

“Não decidi se sou candidato, o que eu quero é todo dia continuar lançando obras, o resto é consequência. Eu disse que Jayme e Júlio são meus amigos pessoais, de décadas, são amigos do meu pai. Botelho é meu amigo pessoal. Mauro eu fui coordenador da campanha dele. A primeira campanha que ele ganhou pra prefeito de Cuiabá, depois de duas derrotas, ele venceu com a minha coordenação. Meu partido já apoiou o Mauro Mendes. Eu quis dizer que não tem problema o MDB e o DEM juntos. Eu não disse Emanuel e DEM”, disparou ele.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

marta - 18/06/2019

os que trabalharam na campanha de mauro, estam esperando até agora cargos no governo, e vão precisar desses votos o DEM para eleger alguem que apoiar pra prefeito, o DEM tem que se virar nos 30 para pedir cargos no governo do mauro e tirar muitos do antigo governo, se não vai ser dificil reverter e pedir votos a quem esta esperando um cargo no governo de mt.

1 comentários

1 de 1

LEIA MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































PROGRAMA TRIBUNA VEJA MAIS

O Bom da Notícia Programa Tribuna - 16/07/2019

INFORME PUBLICITÁRIO


INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
Soja Disponível R$/sc 57,00
Boi a Vista R$/@ 135,00
Algodão R$/@ 90,09
Milho Disponível R$/sc 21,70
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet