icon Segunda-feira, 20 de Maio de 2019

POLÍTICA - A | + A

HERANÇA DA COPA 16.05.2019 | 09h:48

Júlio pede que Mauro "não caia em conversa fiada" e termine o VLT

Por: Rafael Machado - O Bom da Notícia

Reprodução

Reprodução

O ex-senador de Mato Grosso, Júlio Campos (DEM), defendeu a conclusão do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) - que já consumiu mais de R$ 1 bilhão dos cofres públicos - e pediu para que o governador Mauro Mendes (DEM) para não 'caia na conversa fiada de trocar o modal para Bus Rapid Transit (BRT)'.

 

As obras do VLT começaram a ser executadas em junho de 2012, mas, desde 2014 o andamento do projeto foi parado e desde então não houve nenhuma execução.

 

“Mauro Mendes tem que ter a consciência e não pode cair na conversa fiada de certas pessoas que querem mudar o modal. O VLT já é uma realidade e não podemos tomar esse prejuízo. Berlim,, na Alemanha, está agora investindo U$ 28 bilhões no sistema de transporte urbano. Nós aqui, com um pouco mais de U$ 50 milhões, nem isso, terminaremos o VLT”, disse Campos nesta quarta-feira (15), em entrevista à uma tevê na capital.

 

Um dos líderes do DEM em Mato Grosso ainda fez questão de frisae que 90% da população várzea-grandense é contrária a qualquer alteração no projeto, porque sofreram diversos impactos com o andamento das obras e agora quer vê-la pronta.

 

“O VLT já tem uma grande parte concluída, a obra está aberta do Aeroporto Marechal Rondon até o Ponte Júlio Muller, nós fomos o povo mais sacrificado. O comércio, indústria, a urbanização muita gente já perdeu a vida naquele trecho”, lembrou.

 

O democrata disse que o erro do ex-governador Pedro Taques (PSDB) foi não ter concluído o modal até o fim do mandato.

 

“O grave erro do Pedro Taques e, a consequência da derrotada dele como governador, foi não ter concluído o VLT. Porque se ele tivesse com toda dificuldade que teve no seu governo, se tivesse todo mês dedicado R$ 10 ou R$ 15 milhões para concluir está obra já estava concluída, e estava funcionando”, comentou.

 

Plano de viabilidade

 

O governador Mauro Mendes determinou que fossem realizados estudos de viabilidade para decidir se dará continuidade em algumas obras que estão em andamento no Estado. Entre os projetos que serão analisado está o Veículo Leve sobre Trilhos.

 

“Existe uma determinação clara e expressa, dada por nós, para que haja um estudo sério e honesto de viabilidade, não podemos sair por aí fazendo obras se não tivermos certeza se aquela obra vai trazer retorno, temos dão pouco dinheiro hoje que o pouco que nós temos tem que ser bem aplicado”, disse Mauro. 

 

Recentemente, o democrata afirmou que para prosseguir com as obras do modal, seriam necessários mais R$ 1 bilhão e que o Estado, ainda segundo ele, não teria este dinheiro, 'já que hoje não temos recursos nem ao menos para comprar remédios'.

 

Ele ainda apontou o problema jurídico que envolve o VLT, que impede o andamento de qualquer obra para implantação do modal de transportes, idealizado para Copa de 2014.

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:





















PROGRAMA TRIBUNA VEJA MAIS

O Bom da Notícia Programa Tribuna - 17/05/2019

INFORME PUBLICITÁRIO


INFORME PUBLICITÁRIO




icon COTAÇÕES MT
Boi a Vista R$/@ 135,00
Milho Disponível R$/sc 21,70
Soja Disponível R$/sc 57,00
Algodão R$/@ 90,09
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet