icon Domingo, 25 de Agosto de 2019

POLÍTICA - A | + A

SOB NOVA DIREÇÃO 21.05.2019 | 19h:53

Macedo e Niuan passam a comandar o PSD em Cuiabá

Por: O Bom da Notícia

(Foto: Assessoria)

01 Geraldo Macedo credito Ednei Rosa.JPG

 

Foram escolhidos na noite desta segunda-feira (20), os novos presidentes dos diretórios municipais do Partido Social Democrático em Mato Grosso, em 139 dos 141 muniicípios. Desse total, em 30 municípios já estão instalados diretórios. Nos demais, estão constituídas comissões provisórias.

 

Em Cuiabá, como já esperado, por meio de informações desde a semana passada, de dentro da sigla, repassadas informalmente ao site O Bom da Notícia, assumiu o comando do diretório, o empresário e grão mestre Geraldo de Souza Macedo, eleito em chapa única. Para a vice-presidência foi eleito o vice-prefeito de Cuiabá Niuan Ribeiro e, para a secretaria geral, o deputado estadual Toninho de Souza. Toninho vem de uma trajetória de três mandatos consecutivos como vereador e, agora, ocupa o posto de deputado estadual.

 

Aos três, principalmente, caberá conduzir o processo eleitoral na capital no pleito de 2020. O ex-presidente do partido, Homero Florisbelo, foi indicado presidente de honra da sigla na capital.

 

Nas eleições do ano passado, Macedo foi o 1º suplente na composição para o Senado com o então candidato Carlos Fávaro, quando obtiveram 434 mil votos. Em Mato Grosso o partido é o segundo maior em número de prefeitos, com 26 gestores eleitos em 2016, 21 vice-prefeitos e 268 vereadores. Para o presidente do Diretório Estadual, Carlos Fávaro, os números são representativos e vão colocar o PSD no topo das eleições municipais em 2020.

 

Carlos Fávaro observa que Toninho de Souza foi o vereador mais votado da capital e de todo o estado, com quase 6 mil votos em 2016. “Foi a votação mais expressiva para uma vaga na Câmara Municipal de Cuiabá”, lembra. Já em 2018, ele conquistou mais de 17 mil votos para uma vaga na Assembleia Legislativa. “Saímos fortalecidos nas duas últimas eleições e vamos fazer a diferença em 2020”. Na capital, o partido espera que a experiência de Toninho de Souza seja fundamental para manter a unidade e o trabalho de base para compor uma chapa forte para a Câmara Municipal.

 

Sobre Geraldo Macedo, Fávaro não poupou elogios. “Geraldo, além de gestor formidável na iniciativa privada, é o Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica de Mato Grosso, presidente da Zona 5 da Confederação Maçônica Interamericana, a CMI, que representa todo o Brasil, além de membro do Conselho Executivo da Conferência Mundial das Grandes Lojas Regulares, função anunciada há uma semana pelo secretário geral da World Conference of Regular Masonic Grand Lodges e Grão-Mestre da Espanha, Oscar de Alfonso”.

 

O vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro, também destacou o papel do novo diretório na capital. Ele salientou que Geraldo Macedo é um dos incentivadores no Brasil do Movimento Maçonaria Executiva, que tem sido exemplo no processo de construção de uma nova sociedade. “É através da política que vamos melhorar aspectos na sociedade. Mudanças profundas começam com a participação partidária, que é um palco de debates”, diz. Macedo completou, afirmando que não adianta reclamar de um pais mergulhado em corrupção se não arregaçar a manga da camisa, filiar-se em um partido e ousar ao ser candidato. “Precisamos acreditar que somos capazes e que podemos fazer diferente”.

 

Novo cenário partidário

 

Com as novas direções municipais empossadas, o comando estadual do PSD defendeu um planejamento estratégico para cada município considerando tendências, os melhores nomes, quais cidades terão candidaturas próprias ou terão composições. “Fora isso, ainda há o fim das coligações para eleição proporcional, o que amplia o nosso desafio”, argumenta o secretário geral do partido, Stephano Carmo. A direção adotada é que a composição dos diretórios municipais tenha mais autonomia e total segurança jurídica. Para Stephano, além de trabalhar pela reeleição dos eleitos em 2016 a meta em 2020 é ampliar a base de vereadores em todo o estado.

 

O secretário geral lembra que o PSD faz parte da base que elegeu o governador Mauro Mendes (DEM) em 2018 e que isto também deve ser considerado para as composições no pleito municipal. No entanto, Toninho de Souza observa que a tendência é que o PSD tenha candidatura majoritária nas maiores cidades, incluindo Cuiabá, mas também não descarta coligação. “Por enquanto não falamos em nomes, mas em fortalecimento da sigla. Depois, com um time formado e vigoroso vamos ao combate. De acordo com o deputado, “de qualquer forma, coligado ou não, o PSD trabalha para se tornar uma sigla ainda mais expressiva no cenário político de Mato Grosso”.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































INFORME PUBLICITÁRIO


INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
Milho Disponível R$/sc 21,70
Boi a Vista R$/@ 135,00
Algodão R$/@ 90,09
Soja Disponível R$/sc 57,00
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet