icon Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2020

POLÍTICA - A | + A

'MUSCULATURA POLÍTICA' 14.01.2020 | 09h:00

Presidente do DEM desmente Pinheiro e confirma que sigla tem nomes fortes à prefeitura

Por: O Bom da Notícia

Foto: Alair Ribeiro/MD

Foto: Alair Ribeiro/MD

O presidente do diretório municipal do Democratas, em Cuiabá, Alberto Machado, conhecido como ‘Beto Dois a Um,’ rebateu as declarações do prefeito da capital, Emanuel Pinheiro (MDB), sobre suposto racha no DEM, com líderes da legenda se mostrando com disposição de apoiá-lo em uma eventual reeleição pelo comando do Palácio Alencastro.

 

As declarações de Beto Dois a Um foram dadas, em conversa com jornalistas, nesta segunda-feira(13), durante a inauguração da Avenida Parque do Barbados.

  

Proximidade de Júlio e Jayme com Emanuel não incomoda

Na semana passada, em jantar ocorrido na casa do prefeito, com líderes de seis partidos, dentre eles caciques do democratas, Emanuel voltou a afirmar a disposição, em particular, dos irmãos Campos - senador Jayme e ex-governador Júlio - em lhe dar apoio na disputa eleitoral pela sua reconduçao ao cargo de prefeito de Cuiabá.

 

Chegando, inclusive, a postar foto dele com os irmãos, conhecidos líderes do DEM no Estado. Ainda na companhia de seu filho Emanuelzinho (PTB) e e líderes de outros cinco partidos.

 

O encontro também reuniu líderes de outros partidos - seis ao todo -, com direito a jantar e fotos publicadas em vários grupos de jornalistas, no aplicativo WhastApp, por alguns antigos assessores da família Campos. Mostrando em pose histórica como foi a reunião com os caciques e irmãos - senador Jayme e o ex-governador Júlio Campos -, a prefeita democrata Lucimar Sacre de Campos, os deputados federais Neri Geller (PP) e Emanuelzinho Neto(PTB), o deputado estadual Max Russi(PSB), o vereador por Cuiabá, Juca do Guaraná(Avante), o ex-parlamentar federal Nilson Leitão(PSDB), Neurilan Fraga(PL), na casa do prefeito emedebista Emanuel Pinheiro.

 

A senadora por Mato Grosso teve seu mandato cassado em 10 de dezembro, pelo Tribunal Superior Eleitoral, por caixa 2, abuso de poder econômico e arrecadação ilícita de recursos nas eleições de 2018. Validando decisão anterior, de abril do ano passado, quando seu mandato foi retirado, por unanimidade, pelo Tribunal regional Eleitoral, pelos mesmos motivos.

Classificado como grupo suprapartidário, os participantes já dão conta de uma eleição segura - com 650 mil eleitores da Baixada -, capaz de fazer frente a qualquer outro candidato que venha do agronegócio.

 

Já para Machado, indiferente à reunião ocorrida na casa de Pinheiro, os irmãos Jayme e Júlio Campos seriam conhecidos no Estado como políticos extremamente partidários, que respeitam e seguem as regras das siglas onde estão filiados.

 

“Até onde sei Júlio e Jayme Campos são fiéis ao partido e às suas decisões. Aliás, em reunião com os dois líderes democratas e ainda Fábio Garcia, Mauro Mendes e outras lideranças do DEM, ficou definido e pacificado a questão da legenda ter candidatura própria.  Todas as reuniões que eu estive presente, aliás, os integrantes da legenda sempre foram muito claros, que um partido do tamanho do DEM, precisa ter candidatura própria em Cuiabá. Assim, em nenhum momento, nunca houve intenção de apoiar Emanuel Pinheiro. Então acho meio complicado essa afirmação”, explicou.

 

O presidente do DEM chegou mesmo a citar nomes que vêm sendo apontados dentro da sigla, com musculatura política para disputar o pleito, como o presidente estadual do Democratas, Fábio Garcia, do secretário de Infraestrutura do Estado, Marcelo de Oliveira ou ainda o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo e o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho. Revelando também que a definição oficial, contudo, ocorrerá em março.

 

“O DEM vai lutar para ter um candidato, isso é natural. Como eu falei, o DEM é qualificado e tem bons nomes. Eu como presidente municipal do DEM, torço para que esta escolha ocorra o mais rápido possível, ainda que esta questão exija calma, para que seja feita a construção de um nome de forma bem feita. Os líderes do partido devem se reunir internamente, em breve, para definir e sair unificado em relação a esse nome”, complementou.

 

Questionado pelos jornalista sobre as articulações para lançar um candidato a eleição suplementar ao Senado, Beto confirmou que o ex-governador Júlio Campos (DEM), o deputado Dilmar Dal Bosco (DEM) e o presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Eduardo Botelho (DEM) já manifestaram interesse em concorrer a vaga deixada pela senadora cassada Selma Arruda (Podemos).

 

"Com relação as eleições do Senado, precisamos esperar que a data seja marcada, para então serem lançados oficialmente os nomes. Nós tivemos no fim do ano uma confraternização onde o Júlio falou da sua possível intenção, Dilmar falou, Botelho falou, mas não tivemos uma reunião do DEM para tratar disso de forma oficial ainda".

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

dalva - 14/01/2020

essa sem graceira de mauro mendes com emanuel pinheiro tem um ego forte, mauro mendes tem que parar que achar que ele estando governador não pode falar com o pinheiro, isso é besteira, mauro acha que ele esta na empresa dele, e que ele faz o que ele quiser, o mauro tem que parar de gargantear sobre o aumento do desconto do servidores, o antero de barros ja disse que não é verdade que não esta na constituição, e mauro tem que ser desmentido, e que ele esta equivocado, custa o mauro mendes calçar as sandalias da humildade?

1 comentários

1 de 1

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
BOI GORDO À VISTA R$/@ 195,11
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 78,75
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 29,90
VACA GORDA À VISTA R$/@ 182,28
LEITE R$/l 1,08
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 4,62
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 79,87
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet