icon Domingo, 15 de Setembro de 2019

POLÍTICA - A | + A

MUDANÇAS NA APOSENTADORIA 05.07.2019 | 08h:00

Sem Reforma da Previdência, o Brasil corre risco ‘gigante’ de fragilizar as finanças públicas

Por: Rafael Machado - O Bom da Notícia

Tchélo Figueiredo / Secom-MT

Tchélo Figueiredo / Secom-MT

Um dos apoiadores da proposta que altera as regras da aposentadoria, o governador Mauro Mendes (DEM) voltou a defender a Reforma da Previdência como única solução para evitar um risco ‘gigante’ de fragilizar as finanças públicas.

 

Durante coletiva de imprensa sobre a lei que trata da reinstituição dos incentivos fiscais, no Palácio Paiaguás, nesta quinta-feira (4), o democrata enfatizou que há muito tempo vem se pronunciando de maneira enfática em favor da proposta.

 

“A previdência hoje coloca o Brasil num caminho de risco absolutamente gigante. Só pra vocês terem uma ideia aqui no Estado de Mato Grosso, todo mês aquilo que se arrecada com a previdência do estado, descontando 11% do servidor e mais 22% que o estado paga, faltam por mês R$ 100 milhões. Então todo mês, o estado pega um pouquinho do dinheiro do ICMS que vocês pagam da energia elétrica, do combustível, da comida, da roupa, de tudo que é cobrado, e paga aos aposentados e pensionistas”, ressaltou Mendes.

Então todo mês, o estado pega um pouquinho do dinheiro do ICMS que vocês pagam da energia elétrica, do combustível, da comida, da roupa, de tudo que vocês cobram pagar aos aposentados e pensionistas.

 

Ele disse que por mês, cerca de 200 servidores se aposentam no Estado e se o ritmo continuar até 2022 haverá mais funcionários públicos aposentados do que na ativa.

 

“E aí, nós vamos precisar de mais dinheiro do bolso de vocês, mais ICMS para pagar os aposentados. Ou nós mudamos isso ou vai quebrar a sociedade, porque vocês não vão aguentar mais impostos saindo dos bolsos de vocês”, acrescentou.

 

Em vídeo publicado em suas redes sociais, na última semana, o governador se dirige ao presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), que recentemente pediu para que governadores manifestassem seus posicionamentos com relação a reforma.

 

O relator da reforma, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) apresentou no último mês, o parecer sobre a reforma. No texto, diferente que estava proposto pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), não houve a inclusão dos estados e municípios. Segundo o presidente da Câmara, eles poderão ser reincluídos desde que haja articulação dos governadores e prefeitos para que os deputados que representa seu Estado possa inclui-los na projeto. (Colaboração de Rafael Medeiros)

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































VÍDEOS VEJA MAIS

INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
BOI GORDO À VISTA R$/@ 141,05
LEITE R$/l 1,09
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 3,74
VACA GORDA À VISTA R$/@ 132,07
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 23,17
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 74,04
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 71,82
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet