icon Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

POLÍTICA - A | + A

FÔLEGO NAS CONTAS 03.09.2019 | 13h:30

Senador prevê que FEX pode garantir até R$ 1 bi para os cofres de MT

Por: Wellyngton Souza - O Bom da Notícia

Foto: Rafael Medeiros

Foto: Rafael Medeiros

O senador Jayme Campos (DEM) prevê que Mato Grosso possa receber até R$ 1 bilhão do Auxílio de Fomento às Exportações (FEX) ainda esse ano. O Estado deixou de receber a parcela de 2018 no valor de R$ 400 milhões e neste ano é em torno de R$ 450 milhões.

 

"Nós tivemos uma conversa anteriormente com ministro da Economia, Paulo Guedes, que nos assegurou que até 20 de dezembro irá liberar 4 bilhões de reais para compartilhar com todos os Estados que são comtemplados com dinheiro do FEX", disse em entrevista ao Jornal do Meio Dia, na tarde desta segunda-feira (2). 

 

Os Estados foram comunicados, na última semana, sobre um relatório técnico emitido pelo Tribunal de Contas da União (TCU), demonstrando que o Governo Federal não precisaria mais compensar os Estados. O documento causou uma certa insegurança financeira para os Estados, inclusive Mato Grosso. 

Espero que esse dinheiro chegue a Mato Grosso se Deus quiser em 20 de dezembro

 

Dias depois, o governador Mauro Mendes (DEM) declarou que o ministro autorizou a liberação do fundo para os Estados que mais exportam. É uma notícia importante para equilíbrio das contas públicas do Estado”, disse após deixar reunião com presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), em Brasília. Participaram ainda do encontro deputados federais, estaduais e senadores de Mato Grosso, como Jayme e Wellington Fagundes (PR).

 

"A conta que eu faço é que se em 2017 recebemos R$ 500 milhões de R$ 1,980 bilhão que foi liberado, como dobrou para R$ 4 milhões, eu imagino que MT terá direito em relação a esse FEX de R$ 1 bilhão. Receberia então a parcela de 2018 e de 2019 que é o correto", afirmou Jayme.

 

Para o senador, assim que esse recurso entrar em caixa, será uma forma de o Estado poder equilibrar suas contas públicas, como dívidas com fornecedores. "Foi uma conversa muito franca e transparente. Espero que esse dinheiro chegue a Mato Grosso se Deus quiser em 20 de dezembro para que o governo dê uma equilibrada financeiramente e consiga colocar as finanças em dia", declarou. 

 

O repasse é uma compensação financeira paga pelo governo federal aos Estados exportadores depois que a Lei Kandir isentou a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos produtos in natura ou semi-elaborados destinados ao mercado externo.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































VÍDEOS VEJA MAIS




icon COTAÇÕES MT
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 71,82
VACA GORDA À VISTA R$/@ 132,07
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 23,17
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 74,04
LEITE R$/l 1,09
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 3,74
BOI GORDO À VISTA R$/@ 141,05
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet