icon Quarta-feira, 22 de Maio de 2019

POLÍTICA - A | + A

OUÇA O ÁUDIO 14.03.2019 | 16h:43

Áudio de Kleber pode comprovar ligação de Wilson em extorsão

Por: Alexandra Freire e Ana Adélia Jácomo

Gláucia Almeida

Gláucia Almeida

Em áudio enviado à redação do Site O Bom da Notícia nesta quinta-feira (14), a senadora Selma Arruda (PSL) encaminhou uma mensagem de voz que ela recebeu em 8 de novembro de 2018, do seu ex-marqueteiro de campanha, o jornalista Kleber Lima.

 

No áudio, Kleber afirma ter sido procurado pelo deputado estadual Wilson Santos, como emissor do empresário e publicitário Luiz Gonzaga Rodrigues Júnior, mais conhecido como Júnior Brasa, proprietário da Genius At Work Produções Cinematográficas Ltda.

 

A gravação foi enviada para a Polícia Federal. Segundo a mensagem, a senadora Selma Arruda poderia fazer um “acordo” com o publicitário Jr Brasa cobrando R$ 600 mil, por um saldo de contrato de menos de R$ 100 mil. 

 

A proposta foi feita cinco dias antes da primeira audiência da Ação de Investigação Judicial (AIJE), movida pelo candidato derrotada ao Senado, Sebastião Carlos (Rede), realizada em 13.11.2018, onde o publicitário Jr Brasa foi testemunha chave contra a senadora Selma Arruda. 

 

OUÇA A MENSAGEM DE VOZ:     

 

 

O OUTRO LADO 

 

A reportagem manteve contato telefônico com o jornalista Kleber Lima e com o deputado Wilson Santos (PSDB), no entanto, até a edição deste material os dois não foram localizados.

 

Ambos foram arrolados pela senadora como testemunhas da suposta extorsão. Wilson e Kleber estiveram na tarde dessa terça (12) na sede da Polícia Federal (PF) para prestar esclarecimentos, mas negaram presenciar qualquer tentativa de extorsão contra Selma. Leia AQUI

 

Após deixar a sede da PF em Cuiabá, Kleber disse à imprensa: “Eu sou testemunha de algo que eu não vi e não sei. Não gostaria de estar nessa situação. O que eu disse para a Polícia Federal é que se é ou não é eu não participei de nenhuma conversa envolvendo a Selma ou esses outros personagens. Fui consultá-la sobre um pedido de conversa que chegou até mim e eu não entendo que isso é extorsão. Se ela tivesse me consultado, se eu toparia ser testemunha, eu teria dito que não”, declarou ele. 

 

ENTENDA O CASO 

 

Selma está sendo investigada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), por suspeita de caixa 2, abuso de poder econômico e gastos de campanha fora do período eleitoral.

 

Ela é alvo de três ações na Justiça Eleitoral, sendo duas delas movidas pelo ex-vice governador Carlos Fávaro (PSD) e pelo advogado Sebastião Carlos (Rede), ambos concorreram ao Senado na última eleição em 2018.  

 

O autor da ação cível é o empresário Luiz Gonzaga Rodrigues Júnior, mais conhecido como Júnior Brasa. Ele diz, na ação, ter recebido R$ 1.030 milhão, mas que ainda restou uma dívida de R$ 1.160.731,82, incluindo uma multa por rescisão de contrato. 

 

As provas e argumentos apresentados pelos adversários dela no pleito têm como base principal essa ação de cobrança que o empresário ingressou contra a senadora, para o recebimento de dívida pela empresa dele, a Genius At Work Produções Cinematográficas Ltda., durante a campanha da candidata. 

 

O empresário anexou à ação cópias de cheques pessoais da candidata nominais à empresa dele, após a contratação em abril deste ano para prestação de serviços de propaganda, marketing e publicidade eleitoral para a candidatura ao Senado, entre abril e agosto, pelo valor R$ 1,8 milhão. Pela segunda etapa do serviço, de agosto a outubro, foram cobrados R$ 900 mil. 

 

ADVOGADO DEIXA DEFESA

 

O advogado Diogo Egídio Sachs renunciou à defesa da senadora. De acordo com documento assinado em 12/03/19, ele afirma que não atua mais em defesa de Selma nas ações de investigação judicial eleitoral, que tramitam no egrégio Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































PROGRAMA TRIBUNA VEJA MAIS

O Bom da Notícia Programa Tribuna - 22/05/2019

INFORME PUBLICITÁRIO


INFORME PUBLICITÁRIO




icon COTAÇÕES MT
Soja Disponível R$/sc 57,00
Milho Disponível R$/sc 21,70
Algodão R$/@ 90,09
Boi a Vista R$/@ 135,00
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet