icon Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019

SAÚDE & BEM ESTAR - A | + A

05.11.2019 | 07h:45

Estresse, infecção e até excesso de café: por que às vezes fazemos muito cocô?

Por: IG Saúde

Women's Health

Todo mundo faz cocô — isso é fato. Talvez você vá direto para o banheiro quando acorda, ou corra para a privada somente depois de tomar seu café da manhã.

Leia também: 11 possíveis razões pelas quais algumas pessoas sentem dor ao fazer cocô

privada arrow-options
shutterstock
As vezes ficamos preocupados por fazer muito cocô

Seja qual for a hora do dia, todo mundo tem o seu reloginho biológico. Portanto, é completamente compreensível que você fique um pouco preocupada quando começa a fazer muito cocô  (mais do que o normal).

"Embora isso possa ser um sinal de que algo está errado, geralmente não é motivo para uma mulher saudável entrar em pânico", diz o médico Kyle Staller, gastroenterologista do Hospital de Massachusetts, nos Estados Unidos.

"Provavelmente uma das causas mais comuns de alguém  fazer muito cocô  é a intolerância alimentar. Ou seja, você comeu algo que não caiu bem", diz Kyle. Se for o caso, em alguns dias a flora intestinal vai fazer tudo voltar ao normal. Bom, mas se o problema persistir, vale a pena prestar atenção em algum desses possíveis motivos:

Por que comecei a fazer muito cocô?

Sua alimentação está mais saudável

"Uma das razões mais comuns pelas quais as mulheres jovens começam a fazer muito cocô é o aumento na ingestão de fibras ", diz Rudy Bedford, gastroenterologista do Centro de Saúde de Providence Saint John, de Santa Monica, Califórnia. Portanto, se as idas a mais ao banheiro coincidem com a época em que você incluiu mais verduras e legumes no cardápio, provavelmente esse é o caso.

Você está com alguma infecção

"Infecções virais e bacterianas podem gerar cocô e diarréia excessivas", explica Kyle Staller. Embora isso seja normal, se você tiver sangue nas fezes ou febre, deve ir ao hospital.

Você aumentou seus treinos

"Intensificar sua rotina de exercícios pode fazer você ir ao banheiro com mais frequência", diz Rudy Bedford. E aqui está o motivo: o exercício aumenta as contrações musculares do cólon, fazendo com que o número dois seja formado mais rapidamente no organismo. É por isso que alguns médicos recomendam a atividade física para aliviar a constipação.

Você tem SII

A síndrome do intestino irritável (SII) não é brincadeira, e Kyle Staller diz que é comum em mulheres jovens. A condição é um distúrbio intestinal que causa dor de estômago, gases e cólicas, e você também pode fazer muito cocô. "O paciente sente uma súbita dor abdominal e cãibras associadas à constipação ou diarréia", diz o Kyle Staller. Se você notar esses sintomas, consulte seu médico.

Você está estressada

Para pessoas que já têm problemas gastrointestinais, como a SII, o estresse pode ser um gatilho. "Muitas pessoas têm mais movimentos intestinais intensos quando estão sob pressão", diz Kyle Staller. Quando o estresse diminui, o número de vezes que você precisa usar o banheiro também cai.

Você está menstruada

Muitas mulheres que estão prestes a menstruar ou estão menstruadas terão movimentos intestinais mais frequentes. E isso se deve, muito provavelmente, a uma mudança nos hormônios do ciclo menstrual (mais especificamente a progesterona). Se você tiver uma leve diarreia nessa época do mês, essa é a causa (que é completamente normal, viu?).

Você está exagerando no café

O café atua como um agente pró-motilidade, ou seja, a favor do funcionamento do intestino. Isso ocorre porque a cafeína estimula as contrações musculares do intestino, fazendo com que você precise ir mais ao banheiro. E quanto mais cafeína você bebe o líquido, mais vai sentir seu efeito laxante.

A solução? Se você está tomando café todos os dias e vai muito ao banheiro, tente reduzir a quantidade que está consumindo.

Você tem uma doença inflamatória intestinal (DII)

Apesar de terem nomes parecidos, a DII é diferente da SII. Ela inclui a doença de Crohn e a colite ulcerativa. Essas condições causam a inflamação crônica do trato digestivo, como o nome sugere. Se você tem DII, pode ter problemas permanentes com isso. Então precisa de diagnóstico e tratamento adequados.

O problema é que, se você está fazendo cocô regularmente e várias vezes ao dia, provavelmente não está lidando com DII. Outros sintomas da DII incluem fezes com sangue, fadiga, dor abdominal intensa e diarréia persistente. E até perda de peso, de acordo com os Centers for Disease Control and Prevention.

Você está tomando algum remédio mais forte

Alguns medicamentos, como certos antibióticos, podem mudar o seu trato gastrointestinal, incluindo a composição de bactérias dele. Por isso, você pode fazer muito cocô ou até ter diarreia. Isso provavelmente para quando você termina o tratamento com o remédio.

Uma observação: se você tiver dor abdominal ou notar sangue nas fezes, ligue para o seu médico. Isso pode ser um sinal de um problema mais sério, como uma infecção, DII ou câncer de intestino.

Como saber se fazer muito cocô é um problema mais sério?

consulta arrow-options
shutterstock
É importante consultar um médico para saber se o problema é mais sério do que deveria

Rudy diz que dor abdominal, fezes com sangue e muco no cocô são pistas de que algo não está certo, e que você deve consultar um médico.

Leia também: O que acontece com o seu corpo quando você segura o cocô? Médico explica

Já Kyle Staller diz que se o seu sistema digestivo está afetando a sua rotina, é sinal de que está na hora de procurar ajuda. Se você está evitando algumas situações sociais, precisa ir ao médico. "Eu vejo muitas mulheres jovens preocupadas em ir para encontros por causa disso", diz Kylr Staller.



Fonte: IG Saúde
VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































INFORME PUBLICITÁRIO


INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 74,04
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 23,17
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 3,74
LEITE R$/l 1,09
VACA GORDA À VISTA R$/@ 132,07
BOI GORDO À VISTA R$/@ 141,05
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 71,82
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet