icon Sábado, 21 de Setembro de 2019

SAÚDE & BEM ESTAR - A | + A

ALERTA 22.07.2019 | 12h:50

Pimentas: como elas podem auxiliar em uma dieta equilibrada

Rica em vitamina C, elas facilitam a digestão, aceleram o metabolismo e auxilia no sistema imunológico

Por: O Bom da Notícia

Reprodução

Reprodução

Há quem ame e quem não consiga comer nenhum alimento com elas. As pimentas, em molhos ou puras, são mais que um tempero e, em alguns cantos do Brasil, fazem parte da tradição gastronômica das cidades. De acordo a nutricionista da rede de supermercados Casa Aurora, na Região Norte de Mato Grosso, Iara Gamboa de Oliveira, as pimentas são fontes ricas para uma boa saúde.

 

“Elas são ricas em vitamina C, termogênicas e, portanto, aceleram o metabolismo. Também facilitam a digestão, é antioxidante e auxilia no sistema imunológico”, afirma. 

 

A ciência também comprova os efeitos benéficos das pimentas. Um estudo recentemente publicado no site da empresa The BMJ, que atua no ramo de pesquisas relacionadas à saúde há 175 anos, teve como amostra um milhão de adultos chineses e descobriu-se que aqueles que comem alimentos picantes três ou mais vezes por semana, tiveram um risco de morte reduzido em 14% em comparação àqueles que não consomem este tipo de alimento. 

 

Além dos benefícios relatados por Iara, a pesquisa da The BMJ mostra que devido a capsaicina, substância contida nas pimentas, os efeitos delas também são anti-inflamatório e anti-cancro.

 

"As pimentas são um coquetel de compostos positivos e isso vale tanto para ela in natura como em molhos”, destaca Iara. Na rede Casa Aurora, inclusive, a marca paulista De Cabrón acaba de chegar como novidade nessa área. Os molhos são reconhecidamente saborosos, alguns têm opção veganas e ainda são possíveis de serem utilizados para ingredientes de receitas. 

 

“Esses molhos podem ser utilizados em churrascos, legumes e em carnes assadas. Mas, atenção: é preciso sempre pesquisar as informações nutricionais e procurar o que tenham a menor quantidade de sódio possível. O cuidado deve ser redobrado para pessoas hipertensas”, completa a nutricionista. 

 

CUIDADO! – Apesar de todas estas características positivas das pimentas, a nutricionista Iara Gamboa de Oliveira alerta que pessoas com gastrite, refluxo ou hemorroidas, por exemplo, precisam evitar o consumo de pimentas. 

 

“Nestes casos, as pimentas podem aumentar os sintomas. Então, o ideal é que quem tiver estes diagnósticos citados ou outros relacionados ao estômago e/ou intestino, procurem sempre profissionais da área e evitem o consumo”, disse. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































VÍDEOS VEJA MAIS

INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 71,82
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 3,74
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 23,17
VACA GORDA À VISTA R$/@ 132,07
LEITE R$/l 1,09
BOI GORDO À VISTA R$/@ 141,05
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 74,04
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet