icon Domingo, 21 de Julho de 2019

VARIEDADES - A | + A

FESTA NA ROÇA 13.06.2019 | 12h:44

Festa abraça todas as religiões em comemoração junina

Por: O Bom da Notícia

Assessoria

Assessoria

Tradicionalmente, as festas juninas no Brasil homenageiam três santos católicos: Santo Antônio (13 de junho), São João Batista (24 de junho) e São Pedro (29 de junho). Pensando em agregar a comunidade de forma geral, sem nenhuma distinção religiosa, uma escola de Cuiabá decidiu mudar um pouco o foco da festividade, sem fugir das tradições.

 

A “Festa na Roça”, que ocorre no dia 06 de julho e é organizada pelo Educandário Jardim das Goiabeiras, celebra tradições rurais e a importância do cultivo dos alimentos para que eles cheguem até as mesas em “formato” de paçoca, bolo de fubá, biscoito de polvilho, quentão, curau, maçã do amor, dentre outros. “A ideia é agregar, unir. Aqui na escola temos funcionários e famílias de alunos evangélicos, católicos, de religiões afrodescendentes e até mesmo ateus, que não acreditam em nenhuma religião. E aí pensei: por que não realizar uma celebração com um significado maior, que vá além das crenças individuais?”, explica a psicopedagoga e fundadora do Educandário, Ivete Barros.

 

Além disso, a questão do cultivo faz parte, literalmente, da grade curricular do Educandário. No espaço, além das tradicionais aulas, os alunos têm Educação Ambiental e cuidam de animais e de uma horta. “Tudo está conectado, eles aprendem desde cedo a cuidar da terra desde o cultivo até a colheita e valorizar cada parte do processo, sem desperdícios e em harmonia com a natureza”, completa Ivete. 

 

A entrada é R$ 35,00 para adultos e meia para crianças e é aberta para toda a comunidade. Os alunos do Educandário Jardim das Goiabeiras não pagam. 

No dia da Festa na Roça, os pequenos também contarão com uma surpresa: a escola trará de São Paulo um parque de diversões com cerca de 45 brinquedos. Na programação, além das comidas tradicionais, também haverá a quadrilha junina. A Festa será realizada no Círculo Militar, no dia 06 de julho, a partir das 19h. A entrada é R$ 35,00 para adultos e meia para crianças e é aberta para toda a comunidade. Os alunos do Educandário Jardim das Goiabeiras não pagam. 

 

OUTRAS ORIGENS – Apesar de no Brasil estar muito ligada a nossa herança católica, alguns historiadores apontam que a origem das comemorações nessa época do ano é anterior à era cristã. No Hemisfério Norte, várias celebrações pagãs aconteciam durante o solstício de verão. A importante data astronômica marca o dia mais longo e a noite mais curta do ano, o que ocorre nos dias 21 ou 22 de junho no Hemisfério Norte. 

 

Diversos povos da Antiguidade, como os celtas e os egípcios, aproveitavam a ocasião para organizar rituais em que pediam fartura nas colheitas. Já no Hemisfério Sul, a História indica que os índios que habitavam o Brasil antes da chegada dos portugueses também faziam importantes rituais durante o mês de junho. Apesar de essa época marcar o início do inverno, eles tinham várias celebrações ligadas à agricultura, com cantos, danças e muita comida. Com a chegada dos jesuítas portugueses, os costumes indígenas e o caráter religioso dos festejos juninos se fundiram.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































PROGRAMA TRIBUNA VEJA MAIS

O Bom da Notícia Programa Tribuna - 16/07/2019

INFORME PUBLICITÁRIO


INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
Boi a Vista R$/@ 135,00
Soja Disponível R$/sc 57,00
Algodão R$/@ 90,09
Milho Disponível R$/sc 21,70
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet