Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

AGRO & ECONOMIA Sexta-feira, 10 de Março de 2023, 13:31 - A | A

Sexta-feira, 10 de Março de 2023, 13h:31 - A | A

Banco dos Brics: Troyjo deixa presidência e abre espaço para Dilma

Economia

Marcos Troyjo deixa presidência do Banco dos Brics
Fernando Frazão/Agência Brasil

Marcos Troyjo deixa presidência do Banco dos Brics

O Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), conhecido como Banco dos Brics (bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), anunciou nesta sexta-feira (10) a saída de Marcos Troyjo da presidência da instituição. Agora, a ex-presidente Dilma Rousseff é quem deve assumir o cargo .

Troyjo assumiu o cargo em julho de 2020, indicado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, e tinha mandato previsto de cinco anos. O novo presidente também será indicado pelo Brasil e permanecerá no cargo até julho de 2025. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já defendeu Dilma para o comando da instituição.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

"O Novo Banco de Desenvolvimento (NDB) iniciou um processo de transição de liderança, que ocorre de forma mutuamente acordada e de acordo com a governança e os procedimentos do Banco", anunciou a instituição, afirmando que Troyjo fica no cargo até o dia 24 de março.

"A paixão do presidente Troyjo pela cooperação internacional e trabalho em equipe adicionou contribuições significativas na jornada do NDB para se tornar um banco de desenvolvimento de primeira linha para economias emergentes", acrescentou o banco.

Nesta quinta-feira (9), Dilma iniciou o processo de sabatina com ministros de Finanças dos países que compõem os Brics, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo. As sabatinas são etapa para a ex-presidente assumir o comando da instituição.

Fonte: IG ECONOMIA