Sábado, 20 de Julho de 2024

AGRO & ECONOMIA Terça-feira, 02 de Maio de 2023, 10:04 - A | A

Terça-feira, 02 de Maio de 2023, 10h:04 - A | A

Mudança no IR: auditores estimam menos isentos do que prevê governo

Economia

Receita Federal estima mais isentos do que associação de auditores
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Receita Federal estima mais isentos do que associação de auditores

Com o aumento da faixa de isenção do Imposto de Renda (IR), prevista em Medida Provisória (MP) publicada pelo governo federal no último domingo (30), o número de pessoas isentas na declaração de 2024 deve subir para 10,1 milhões, de acordo com cálculos da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Unafisco).

O número representa 3,6 milhões de pessoas a menos do que o cálculo divulgado pelo Receita Federal, que previa 13,7 milhões de isentos.

Entre no canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o perfil geral do Portal iG

Na primeira correção da tabela do IR desde 2015, o governo ampliou de R$ 1.903,98 para R$ 2.112 a faixa de isenção. Levando em consideração o desconto de R$ 528 em fonte, a mudança atinge trabalhadores que recebem até dois salários mínimos (R$ 2.640).

De acordo com a Unafisco, a MP deve aumentar o número de isentos dos atuais 8.843.459 para 10.182.415 no próximo ano, uma alta de 15%. Ao todo, 39.739.161 pessoas declaram IR no Brasil.

A MP do governo já está em vigor, e quem recebe até R$ 2.640 não terá mais IR descontado na fonte. O texto, porém, ainda precisa ser votado no Congresso Nacional dentro de 120 dias para não perder validade.

Fonte: Economia