Sábado, 20 de Julho de 2024

AGRO & ECONOMIA Segunda-feira, 17 de Abril de 2023, 07:32 - A | A

Segunda-feira, 17 de Abril de 2023, 07h:32 - A | A

Reforma tributária: Congresso não vai elevar impostos, diz Lira

Economia

Presidente da Câmara, Arthur Lira
Pablo Valadares/ Câmara dos Deputados

Presidente da Câmara, Arthur Lira

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse neste domingo (16) que "não há possibilidade" de o Congresso Nacional votar uma reforma tributária que eleve a carga tributária. Segundo ele, esse também não é o desejo do governo federal.

“Não há possibilidade nenhuma de o Congresso aprovar aumento de impostos. Não há de jeito algum. Isso nem o governo quer nem nós aprovaremos o aumento de carga tributária”, declarou em entrevista exibida no canal de notícias Bandnews.

Entre no canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o perfil geral do Portal iG

Lira disse ainda que o assunto é uma "cantilena antiga", mas que, dessa vez, o governo conta com seu apoio para ter base na hora de aprovar o texto.

“Eu penso que poderia ter uma eleição para a presidência da Casa vitoriosa sem o apoio do Partido dos Trabalhadores, mas eu aceitei o apoio, tenho amigos dentro do Partido dos Trabalhadores. E por ter aceitado o apoio, não me sinto à vontade de não ajudar.”

Sobre a nova regra fiscal, Lira declarou que tanto ela, quanto a reforma tributária, são "matérias de interesse do país. Muito mais do que interesses de governo".

Lira disse que ministro da Fazenda, Fernando Haddad, está no “caminho certo” ao propor a nova regra fiscal e a reforma tributária.

A intenção do presidente da Câmara é aprovar a reforma até junho de 2023. Para isso, a Câmara formou um Grupo de Trabalho a fim de "tirar da frente os obstáculos", afirmou Lira.

Juros

O presidente da Câmara, Arthur Lira, também pediu "serenidade" na discussão em torno da taxa Selic. Ele entende que "não pode haver redução de juros artificial".

Ainda de acordo com Lira, a Independência do Banco Central (BC) foi uma "conquista do país".

Os 2 temas têm sido criticados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e por aliados do governo. “Ninguém tem juro alto porque quer. Eu só penso que o juro alto é menos danoso que a inflação alta”, acrescentou Lira.

Fonte: Economia