Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

CIDADES Sexta-feira, 24 de Março de 2023, 11:03 - A | A

Sexta-feira, 24 de Março de 2023, 11h:03 - A | A

VEJA VÍDEO

Michelly Alencar protagoniza sessão em homenagem a mais de 60 mulheres de MT

Luciana Nunes/ o Bom da Notícia /Com Assessoria

A vereadora Michelly Alencar (União Brasil) realizou nesta última quarta-feira (22), sessão solene na Câmara de Cuiabá, em homenagem às mulheres que estão fazendo a diferença em Mato Grosso. A solenidade contou com a presença de 63 homenageadas de todas as esferas do poder e de importantes setores sociais, para a entrega de Moções de Aplausos, pelos relevantes trabalhos prestados.

No evento, Michelly fez questão de reforçar seu compromisso enquanto mulher, ocupando um espaço de poder na ambiência política, afirmando que a melhor forma de homenagear a luta feminina é trabalhar, na condição hoje de vereadora, com integridade, compromisso e responsabilidade.

Ao ainda cristalizar a mensagem de que independente de onde a mulher esteja, ela pode, sim, ser um canal de transformação e mais do que isto protagonista desta transformação. “Temos mulheres de extrema representatividade, de esferas do poder, que são mulheres muito relevantes na minha vida e que me motivam a estar aqui todos os dias lutando, mas também temos mulheres que muitas vezes estão escondidas fazendo um papel extraordinário que muitas vezes não são reconhecidas. São mulheres que estão ali nas suas comunidades, fazendo projetos sociais, abençoando crianças, jovens e famílias”, afirmou.

A vereadora também lembrou das vezes que pensou em desistir da política e que a decisão de continuar nesta ambiência foi por acreditar que a vida exige propósitos e que o dela era representar mulheres e homens de bem que lutam diariamente por uma vida melhor, com decência e honra.

“Quando eu pensei em desistir, eu lembrei que existem muitas mulheres precisando de uma representante. E eu decidi continuar por um propósito, por vocês, pelo futuro dos meus e dos seus filhos, por aqueles que ainda virão e que enxergarão que a política é lugar de uma mulher, de um homem ou de um cidadão que seja, mas que seja honesto e decente. E a política é o nosso lugar e cada vez mais nós vamos ocupar esses espaços”, disse.

E sem esconder a alegria de  estar naquele momento realizando uma sessão em favor da luta da mulher, revelou, orgulhosa, que escolheu a dedo cada uma das homenageadas.

"Vocês foram escolhidas a dedo, porque vocês são mulheres importantes na minha vida, na minha jornada, e não só enquanto política. Assim, tive o cuidado de escolher várias mulheres que estão hoje inseridas nas mais diversas camadas da nossa sociedade [...] Não poss deixar de dizer o quanto meu coração está grato. O quanto estou me sentindo prestigiada, o quanto estou feliz de saber que nesta trajetória minha, na política, que só está começando, como é relevante termos mulheres aqui que apoiam outras mulheres como vocês”.

Dentre as 63 homenageadas com as Moções de Aplausos, esteve a desembargadora Clarice Claudino da Silva, presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, que afirmou que as mulheres precisam cada vez mais ter consciência do quanto podem influenciar seus ambientes de trabalho e familiar.

“Nós, mulheres, já fomos consideradas meros objetos. Propriedades. Primeiro de nosso pai e depois de nossos maridos. Mas felizmente a humanidade tem caminhado. E nesse propósito de crescimento constante, também temos adquirido muito mais força e muito mais argumento de sermos vistas como pessoas completas. Podemos influenciar com a nossa postura independente, sem perder a ternura, sem perder todas as nossas características mais interessantes que nos fazem diferentes. Nós não queremos ser iguais, só queremos ser reconhecidas pelo que nós somos”, disse.

Ao anda destacar o papel da mulher na sociedade, suas lutas e suas conquistas. “Nós estamos nos firmando cada dia mais no mercado de trabalho, nos posicionando com mais clareza, com mais força, com mais coragem. E nossas lutas fazem com que outras mulheres se sintam encorajadas a buscar seu espaço de poder".

Outra homenageada, a delegada-geral da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, Daniela Maidel, a primeira mulher em 181 anos a comandar a Polícia Judiciária Civil (PJC), lembrou que as conquistas femininas tem sido cada vez maiores e mais significativas.

“Eu nunca tinha percebido o quanto seria significativo uma mulher estar à frente da PJC. E nunca é tarde para a gente aprender. Esse mês de março fez com que eu pensasse muito e às vezes é difícil a gente reconhecer. Esses momentos que nós tiramos para reconhecer não só a delicadeza, a empatia da mulher, mas especialmente a coragem e a competência das mulheres são muito significativos”, afirmou.

Ainda dentre as mulheres que receberam a Moção de Aplausos esteve a editora-chefe do site O Bom da Notícia, a jornalista Marisa Batalha que destacou em sua fala os desafios de ser mulher e a luta sem tréguas para ser respeitada dentro de uma sociedade que ainda hoje se assenta em uma estrutura patriarcal e machista.

“É muito prazeroso ver mulheres hoje, aqui, bonitas e fortes. Porque só nós sabemos que pagamos o preço mais alto do mundo para termos cérebro. Para sobrevivermos todos os dias. Somos mães, mulheres que desafiam todos os dias um mundo que ainda nos olha de 'rabo de olho'. Mas não temos medo, pois somos mulheres que lutam. Assim, hoje,  sou a mulher mais feliz do mundo por ter a honra de receber esta Moção de Aplausos".

As Moções de Aplausos ainda contaram com uma imensa diversidade de mulheres, assim foram homenageadas desde desembargadora, delegadas, secretárias de Estado e municipal, até primeiras-damas, mulheres policiais, Chef de Cozinha, pastoras, empresárias, jornalistas e influenciadoras. 

Veja a sessão

Veja fotos