Terça-feira, 16 de Julho de 2024

CIDADES Quarta-feira, 03 de Maio de 2023, 09:22 - A | A

Quarta-feira, 03 de Maio de 2023, 09h:22 - A | A

EM CUIABÁ

Tutora da shih-tzu esquecida em manta térmica pede justiça na Câmara

Da Redação do Bom da Notícia com Assessoria

A tutora da shih-tzu Charlote de oito anos que morreu após ser esquecida em uma manta térmica e sofrer queimaduras de 3º grau em todo o corpo, Eliane Montanha, foi a convidada pelo vereador Sargento Vidal (MDB) a usar a tribuna livre durante a sessão ordinária dessa terça-feira (02.05), da Câmara de Cuiabá, para falar sobre erro médico veterinário e pedir justiça pela sua cadelinha, para que não haja mais casos como este.

Em meio a lágrimas, Eliane demonstrou toda a sua dor e seu desejo por justiça enquanto relatava todo o transtorno e crueldade vivenciada nos últimos dias.

“Charlote foi um presente aos meus filhos quando chegamos em Cuiabá no intuito de minimizar a dor da mudança de residência. Fato esse que abalou bastante os meus filhos que na época tinham 15 e 16 anos. Época que os jovens são muito ligados às amizades e eles as deixaram em Rondonópolis. Charlote quando chegou trouxe muitas alegrias, sendo sempre considerada a princesa da casa. O amor por Charlote era tão imenso que quando meus filhos foram fazer medicina no Paraguai, levaram-na. Meus filhos preocupados por eu estar sozinha trouxeram-na de volta. Charlote teve várias gestações e seus filhotes deram amor e alegria a muitos lares, ligando-nos a eles através de seus tutores como se fora uma grande família”, disse ela.

Charlotte foi levada a clínica para fazer uma operação no olho direito no dia 11 de abril, após a cirurgia, a shih-tzu de oito anos foi colocada em uma manta térmica a fim de manter a temperatura do seu corpo, no entanto, os profissionais que estavam responsáveis por ela acabaram a esquecendo o que causou queimaduras de 3º grau em todo o seu corpo. Foram feitas diversas tentativas de recuperação do animal, por parte da família, mas ela veio a óbito 17 dias após o procedimento cirúrgico.

Vidal que é conhecido como grande defensor da causa animal há mais de 35 anos, esteve desde o começo junto com Eliane buscando meios de tentar salvar a pequena Charlote, agora, ele visa ingressar com um Projeto de Lei que proíba a comercialização desta manta térmica até que os profissionais sejam devidamente capacitados.

“Desde o inicio estive com a senhora Eliane conversando a respeito e estou apresentando hoje nessa casa um Projeto de Lei que proíba a venda e utilização desses colchões e mantas térmicas até que a empresa apareça com responsabilidade e capacitação aos seus clientes. Porque houve um erro médico, uma imprudência talvez pelo veterinário, mas também pela empresa que talvez comercialize algo sem nenhuma instrução. Estão mexendo com vidas, não com coisas natimortos e já são duas vidinhas aqui em Cuiabá sob o mesmo caso e garanto que assim que tiverem mais visibilidade, outros casos em Mato Grosso aparecerão. O que queremos é que não ocorram mais. Então que tenha capacitação para que essa empresa possa atuar no mercado”, pontuou o parlamentar.