CIDADES Segunda-feira, 23 de Dezembro de 2019, 13:39 - A | A

APÓS NATAL

UPA do Verdão que custou R$4,9 milhões finalmente é entregue após 4 anos

O Bom da Notícia

Orçada inicialmente em R$ 4,9 milhões, a obra da UPA Verdão teve início em junho de 2015 e deveria ser entregue até no primeiro semestre de 2016. Porém, desde o início de sua construção, algumas paralisações ocorreram. A intenção, anunciada pela atual gestão de Cuiabá, era de entregar a unidade para a população até abril deste ano, quando a capital mato-grossense completaria 300 anos. Mas, a tão sonhada inauguração não aconteceu.

 

No início de outubro deste ano, o prefeito Emanuel Pinheiro informou que finalmente as obras teriam sido concluídas e no dia 25 do mesmo mês, começaria a funcionar. Mas, mesmo a estrutura predial estando totalmente construída, descobriu-se que a empresa responsável pela obra não tinha feito a rede de esgotamento, problema que precisou ser solucionado e por este motivo, houve novamente o adiamento de sua entrega. 

 

A nova data divulgada pela SMS era para semana passada, sexta-feira (20), mas, novamente houve o adiamento.

 

Conforme pasta, o prefeito da capital fará a entrega da unidade à população, às 9h do dia 26 deste mês. O prédio contará com climatização, novas mobílias e equipamentos de última geração. 

 

A unidade recebe o nome do saudoso neurocirurgião Dr. Jony Soares Ramos e está projetada para atender, em média, 800 pessoas por dia ou 25 mil por mês. Segundo a secretaria a entrega colabora para a reestruturação saúde cuiabana, readequando o fluxo de atendimento entre as Atenções Básica, Secundária e Terciária.

 

“Embora a tarefa de humanizar a saúde pública de Cuiabá seja árdua, pois nossa rede recebe pacientes de todo o estado de Mato Grosso e até de países vizinhos, com as quatro UPAs estaremos aptos para atender até o dobro de população. Faremos isso até os 301 anos, completando nosso maior desafio que era virar a página da saúde pública, ofertando atendimentos mais dignos e humanizados para todos que buscam atendimento”, explicou o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

 

Enquanto isso

 

Reprodução

w

 

Moradores do Jardim Imperial 2, em Cuiabá, não tem o que elogiar quando o assunto é saúde básica. Isso porque, a construção da UBS que teve início em 2012 até o momento não foi concluída. O prédio que deveria estar funcionando desde 2013 está abandonado, com a estrutura já afetada pelo tempo e tomado pelo matagal.

 

Por outro lado, Secretaria Municipal de Saúde (SMS) afirmou ao O BOM DA NOTÍCIA que obra está inclusa no cronograma de obras de 2020. Orçada inicialmente em R$ 795 mil, a obra que chegou a ter 70% da execução concluída e já custou R$ 550 aos cofres públicos de Cuiabá. A unidade está com 70% da sua estrutura pronta e foi projetada para oferecer consultório médico e odontológico, com 3 equipes para cada especialidade. Quando pronta, deve atender mais de 25 mil pessoas na região.



Imprimir

Comentários