Sábado, 18 de Maio de 2024

ESPORTES Quarta-feira, 23 de Novembro de 2022, 10:31 - A | A

Quarta-feira, 23 de Novembro de 2022, 10h:31 - A | A

Brasil x Sérvia: prévia do jogo, notícias das equipes

Esportes

As duas equipes estreiam no Grupo G em reprise de duelo de 2018. Jogo tem início às 22h de quinta-feira (24.11), horário de Doha,

  • Confronto válido pela primeira rodada repete partida de 2018

  • Neymar, Thiago Silva, Milinkovic-Savic e Tadic são alguns dos remanescentes do último encontro

  • Brasil chega à Copa embalado por sucesso nas eliminatórias, e Sérvia aposta em dupla de ataque

Ainda com as memórias vivas sobre 2018, brasileiros e sérvios se encontram nesta quinta-feira, pela primeira rodada da Copa do Mundo Fifa Qatar-2022. Afinal, quatro anos atrás, os adversários de estreia também tiveram de superar forças na fase de grupos.

Na ocasião, o Brasil venceu por 2 a 0, com gols de Paulinho e Thiago Silva, resultado que foi crucial para a classificação da Seleção como primeira colocada da chave e também para a eliminação precoce da Sérvia.

Vários dos personagens que partiram continuam defendendo seus parentes. O Brasil ainda tem Thiago Silva, por exemplo, além de Alisson, Neymar, Gabriel Jesus. Do outro lado, Sergej Milinkovic-Savic, Dusan Tadic, Filip Kostic e Aleksandar Mitrovic continuam sendo peças importantes. As ambições também continuam as mesmas de 2018. Para os brasileiros, só um novo título mundial e o fim do jejum iniciado há duas décadas interessam. Os sérvios, por outro lado, desejam mais do que tudo seguirem para a fase eliminatória para depois poderem sonhar mais alto.

Quinta-feira, 24 de novembro, às 22h de Doha

Local

Estádio Lusail Iconic, em Lusail

arbitragem

Árbitro: Alireza Faghani (Irã) Auxiliares: Mohammadreza Mansouri e Mohammadreza Abolfazli (Irã)

Últimas notícias 

O Brasil não tem problemas para sua estreia na Copa. A única dúvida de Tite é entre uma escalação mais conservadora, com três homens de meio-campo, ou uma estratégia com quatro jogadores de características mais ofensivas. No primeiro cenário, quem deve começar jogando é Fred. Se a opção for para cima, Vinícius Júnior deve ser escalado e Neymar pode atuar um pouco mais recuado.

No caso da Sérvia, a maior indefinição diz respeito à utilização do centroavante Aleksandar Mitrovic, destaque do Fulham na Premier League. O goleador não disputa uma partida oficial desde o fim de outubro por conta de uma lesão no tornozelo. E, por isso, pode ficar como opção para o segundo tempo.

Prováveis ​​escalações 

Brasil: Alisson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Lucas Paquetá e Neymar; Raphinha, Richarlison e Vinícius Júnior

Sérvia: Vanja Milinkovic-Savic; Pavlovic, Milenkovic e Stefan Mitrovic; Zivkovic, Ilic, Sergej Milinkovic-Savic e Kostic; Tádico; Vlahovic e Aleksandar Mitrovic

As duas equipes são velhas conhecidas e já se enfrentaram 20 vezes, com 11 vitórias brasileiras, sete empates e dois triunfos da Sérvia (incluindo o histórico herdado da extinta Iugoslávia). Em Mundiais, esse será o sexto encontro. Nos outros cinco anteriores, houve duas vitórias dos sul-americanos, uma dos europeus e dois empates.

Números principais

  • O Brasil teve uma campanha histórica nas eliminatórias sul-americanas. A equipe conquistou 88,2% dos pontos que disputou no classificatório: foram 14 vitórias e três empates em 17 partidas disputadas.

  • Aleksandar Mitrovic e Dusan Vlahovic, a dupla de ataque titular da Sérvia, já somam 22 gols nesta temporada. O primeiro, que joga no Fulham, marcou 13 vezes em 2022/23. Já o centroavante da Juventus fez 9 gols no período.

O que eles disseram

Marquinhos, zagueiro do Brasil: Acho que, se a gente pegar e ver os ex-campeões do mundo, a gente vê a importância que tem a Copa para o Brasil. Isso fica marcado na sua história, da sua família, netos, onde você passar todo mundo vai lembrar de você.”

Sergej Milinkovic-Savic, meio-campista da Sérvia: “ Devo encarar um jogo de cada vez e enfileirar o máximo de vitórias possível. Mas o primeiro objetivo vai passar da fase de grupos.”

Fonte: Agência Esporte