Sábado, 20 de Julho de 2024

MULHER Sábado, 22 de Abril de 2023, 07:35 - A | A

Sábado, 22 de Abril de 2023, 07h:35 - A | A

Ela comanda no RS toda operação logística de gigante do e-commerce

Mulher

Ana Bueno é íder de operação no CD da Amazon em Porto Alegre
Divulgação

Ana Bueno é íder de operação no CD da Amazon em Porto Alegre

São mais de 500 pessoas no centro de distribuição da Amazon, no Rio Grande do Sul, boa parte delas debaixo do guarda-chuva de Ana Laura Bueno, que está na companhia desde julho de 2020 e lidera as operações com o que ela chama de liderança empática e dentro da cultura da Amazon.

Diurna, ela acorda às 4h50 da manhã e às 5h10 está na academia. "Faço meu treino, tomo um café, um chimarrão. Passo o dia no trabalho, há dias de alta demanda, mas à noite costumo estar em casa." Vive com o namorado e cinco gatos e garante que dá para ter vida pessoal, mesmo ocupando o cargo que ocupa.

Quem a vê desenvolta à frente de toda a operação da Amazon no Rio Grande do Sul não imagina que sua formação nada tem a ver com logística. "Sou do interior de São Paulo, de Mogi Mirim. Me formei em Química, na Unicamp. Comecei trabalhando como estagiária na Ambev, em Jaguariuna. Fui efetivada e já tinha uma visão analítica, de produtividade, eu era da qualidade mas passei a analista de planejamento de produção, já respondia para o gerente de logística", conta.

Seguiu sua carreira nesta área, ficou cinco anos na Ambev, depois foi para a Johnson & Johnson como coordenadora de logistica. "Em julho de 2020, realizei um sonho, a vaga de gerente na Amazon, vi no LinkedIn, entrei, e comecei como gerente de operações inbond, no recebimento", lembra.

Ana foi promovida e diz que se sente acolhida pela cultura da Amazon. Um dos princícipios de lidereça é o sentimento de dono, coisa que ela sempre teve. "Sempre tive que correr atrás, vou botar a mão na massa, me encontrei nessa cultura, nesse sentimento de dono." Outro princípio do qual ela não abre mão é aprender e ser curioso. "Eu conhecia alguns sistemas de logística, mas a Amazon tem um sistema próprio, eu adorei ter de aprender tudo, me encaixei muito", diz a líder.

ana bueno
Divulgação

Ana Bueno diz liderar com empatia

Ana Bueno garante que não enfrentou obstáculos de gênero, ainda que sua área seja majoritariamente masculina. Ela participou de um programa de mentoria e agora está coordenando um dos grupos de diversidade, para ajudar outras mulheres na liderança. "Um ano e meio como mentorada, em grupos de 5 mulheres e 1 mentora. É uma forma de compartilhar experiencias, a gente se sente acolhida, tem pessoas de outras áreas e o suporte da mentora", lembra.

"Achei uma honra coordenar esse projeto com a Debora Costa, hoje eu sou essa mulher, essa mentora, traz uma responsabilidade, mas é uma forma de mostrar que não é uma barreira chegar lá", avalia. Ela vai tocar o programa, agora do outro lado. "Não tive dificuldades por ser mulher, ou barreiras por causa disso, a empresa não aceita discriminação e convivo com pessoas que também não aceitam", admite.

Como líder da operação, Ana Bueno, aos 33 anos, passou a ser responsável por várias áreas que não conhecia, como o RH, manutenção, TI, segurança do trabalho, mas ela não se intimida e diz que está habituada a trabalhar em áreas que não são as dela. "De novo, é o princípio de liderança de ir aprendendo."

Para agora, ela está bem focada em desenvolver seu meu time. "Vejo que meu desafio é desenvolver pessoas, deixar uma marca sensacional e fazer isso com empatia, liderar com empatia. Quero ajudar o time a se desenvolver cada vez mais", avisa.

Fonte: Mulher