Terça-feira, 23 de Julho de 2024

POLÍCIA Terça-feira, 14 de Março de 2023, 16:19 - A | A

Terça-feira, 14 de Março de 2023, 16h:19 - A | A

OPERAÇÃO VITAE

Ação integrada da Sesp apreende 20 armas de fogo e prende três foragidos da Justiça

Segunda etapa da operação começou esta semana, com reforço de equipes do Batalhão Rotam e Regimento Montado (Cavalaria) de Cuiabá

Da Redação do O Bom da Notícia/Com Assessoria

A primeira fase da Operação Vitae, ação integrada das forças da Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT), realizada durante o mês de fevereiro, no município de Sorriso (420 km de Cuiabá), já contabilizou 90 conduções de pessoas à delegacia para checagem de suspeitas de envolvimento em práticas criminosas, três prisões de foragidos da Justiça e apreensões de 20 armas de fogo, 170 munições e 8,3 quilos de drogas (maconha e cocaína). 

O comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar de Sorriso, tenente-coronel Jorge Almeida, apresentou o balanço parcial da operação nesta semana e observou que o quantitativo de drogas apreendidas está relacionado ao desmonte de “bocas de fumo”, ou seja, repressão ao chamado tráfico doméstico.

De acordo com o levantamento, os três foragidos da Justiça que foram capturados respondem a crimes de roubo (assalto a mão armada) e furto qualificado. Um deles, de 23 anos, foi condenado a 10 anos de prisão por, em julho de 2019, assaltar um posto de combustível no município de Sorriso.   

A segunda fase da operação teve início nesta segunda-feira (13), com reforço de equipes do Batalhão Rotam e do Regimento Montado (Cavalaria), unidades especializadas da Polícia Militar. Para o tenente-coronel Jorge Almeida, esse reforço é fundamental para o fortalecimento das ações. 

Na fase inicial, a Vitae empregou policiais do 2º Pelotão de Força Tática, de Sinop, da Companhia de Moto-patrulhamento Raio, de Cuiabá, e teve apoio do Ciopaer, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e Núcleo Integrado de Fiscalização Municipal.

O secretário-adjunto de Integração Operacional da Secretaria de Estado de Segurança (Sesp-MT), coronel Fernando Carneiro, destacou que o objetivo da Vitae é reduzir os índices criminais, especialmente homicídios, tráfico e roubos.

“Aplicando as expertises de cada força policial estamos desenvolvendo diversas ações planejadas. Trabalhamos visando a identificação, prisão e responsabilização criminal das lideranças e seus aliados”, completou.

O nome Vitae faz referência à vida curricular, trajetória dos criminosos que a operação busca identificar e prender.