Domingo, 19 de Maio de 2024

POLÍCIA Sábado, 12 de Novembro de 2022, 14:47 - A | A

Sábado, 12 de Novembro de 2022, 14h:47 - A | A

VIOLÊNCIA

Facção matou trabalhadores acreditando que fossem rivais

A Polícia Civil de Mato Grosso cumpriu nesta sexta-feira (11.11), em duas cidades da região norte do estado, 13 mandados de prisão e de busca e apreensão contra alvos investigados por homicídios consumados e tentados nas cidades de Nova Bandeirantes e Nova Monte Verde.

As ordens judiciais integram a Operação PC Retomada, de repressão qualificada a crimes contra a vida cometidos a mando de uma facção criminosa.

Entre os alvos presos estão quatro investigados pelo assassinato de trabalhadores paranaenses, encontrados enterrados próximo à rodovia MT-208, no município de Nova Monte Verde, no mês de agosto. Os mandantes do crime também foram presos.

A operação contou com o apoio das Delegacias de Alta Floresta, Colíder, Apiacás, Paranaíta, Tangará da Serra, Nova Bandeirantes e Nova Monte Verde e da Gerência de Operações Especiais (GOE).

Durante o cumprimento dos mandados, três suspeitos pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas foram presos em flagrante.

 

Mortes a mando de facção

Os corpos de Alan Rodrigues Pereira, 36 anos; Caio Paulo da Silva, 31 anos; Jefferson Vale Paulino, de 27 anos e João Vitor da Silva, 19 anos, foram encontrados no dia 08 de agosto.

Os quatro vieram do Paraná para trabalhar em uma empresa em Nova Monte Verde. O veículo das vítimas foi encontrado, incendiado, três dias antes, em uma estrada na zona rural do município.

Durante as diligências em buscas pelas vítimas, policiais civis foram a uma área, em um local próximo de um rio, usado para ‘desova’ de corpos por criminosos.

Na área foi avistado um corpo humano, já em avançado estado de decomposição. Em continuidade às buscas, foram localizados outros três corpos, que estavam com uniformes da empresa onde as vítimas trabalhavam.

A investigação apurou que as quatro vítimas foram mortas porque criminosos de uma facção julgaram que os trabalhadores seriam de um grupo rival.