Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

POLÍCIA Terça-feira, 18 de Junho de 2024, 14:28 - A | A

Terça-feira, 18 de Junho de 2024, 14h:28 - A | A

EM CAMPOS DE JÚLIO

Jovem é hospitalizado após receber 'salve' por foto com número três; autor é preso

O Bom da Notícia/com Assessoria

 Polícia Civil prende em flagrante autor de tortura contra jovem em Campos de Júlio


18 de Junho de 2024 às 10:00
Durante as diligências para esclarecer o crime, a equipe policial prendeu outras duas pessoas em flagrante por tráfico de drogas
Raquel Teixeira | Polícia Civil-MT


 
A | A

A Polícia Civil autuou em flagrante nesta segunda-feira (17.06), em Campos de Júlio, um dos responsáveis por torturar um jovem morador da cidade. O suspeito foi conduzido pela Polícia Militar, após ser abordado portando porções de entorpecentes.

Na delegacia, o suspeito foi reconhecido pela vítima como um dos responsáveis pelas brutais agressões contra o jovem de 20 anos, ocorridas no último domingo (17), e foi preso em flagrante pelo crime de tortura.

Conforme as apurações realizadas pela equipe de investigação, M.H.C.N., de 21 anos, e outros quatro suspeitos abordaram a vítima perto de uma igreja, na noite de domingo, a colocaram em um veículo e levaram próximo ao Rio Formiga. Naquele local, os suspeitos acessaram o celular do jovem e deduziram que fotos simbolizando o número três seria em alusão a uma facção criminosa paulista e iniciaram a sessão de agressões, com pauladas, chutes e socos. O grupo recebia ordens de uma pessoa pelo celular.

Depois de torturar a vítima, os criminosos a deixaram no local e ordenaram que fosse embora da cidade. O jovem foi encontrado e socorrido ao hospital de Campos de Júlio, com ferimentos graves.

No dia seguinte ao crime, as diligências continuaram para localizar os suspeitos de espancar a vítima e com base nas informações colhidas, os policiais civis realizaram de buscas em uma residência conhecida como ponto de venda de drogas. Na casa, foram detidas duas pessoas, com drogas e apetrechos para o tráfico, pelo crime de associação ao tráfico de entorpecentes.

A apuração apontou ainda indícios de que os outros envolvidos no espancamento da vítima esse esconderam na residência onde foram encontradas drogas.

A Delegacia de Campos de Júlio continua com as investigações para identificar e prender os responsáveis pelo ataque violento.