Terça-feira, 28 de Maio de 2024

POLÍCIA Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2024, 14:49 - A | A

Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2024, 14h:49 - A | A

POLINTER

Mais três foragidos da Justiça são presos pela Polícia Civil em menos de 24 horas

Um dos presos é condenado por estupro de vulnerável ocorrido na cidade de Magda, no Estado de São Paulo

Da Redação do O Bom da Notícia/Com Assessoria

Em menos de 24 horas, três procurados pela Justiça foram presos pela Gerência Estadual de Polinter e Capturas, da Polícia Civil, durante ações para cumprimento de mandados judiciais.

No final da tarde de quinta-feira (22), foi preso um idoso de 66 anos, condenado por estupro de vulnerável, ocorrido em junho de 2023, na cidade de Magda, no Estado de São Paulo. O crime sexual foi praticado contra uma menina de apenas três anos, que era vizinha do suspeito.

As provas robustas obtidas através de laudos periciais, foram cruciais para a denúncia formalizada pelo Ministério Público de São Paulo. Já o pedido de prisão preventiva do acusado foi representado pela Polícia Civil paulista.

Após troca de informações entre as Polícias Civis de São Paulo e Mato Grosso, a equipe da Polinter passou a diligenciar, e identificou o idoso residindo no bairro Jardim Imperador, em Várzea Grande.

Conforme apurado, ele atraía a vítima com doces e guloseimas, aproveitando do momento em que ficava sozinho com a menina de três anos para cometer o crime. Além do estupro, o suspeito também armazenava conteúdos pornográficos envolvendo crianças e adolescentes.

As condutas delituosas eram registradas pelo criminoso, que guardava as imagens no seu aparelho celular. Existe ainda outra investigação em curso, para apurar supostos abusos cometidos contra outras crianças.

A delegada da Polinter, Silvia Maria Pauluzi Siqueira, destaca a importância dessa prisão, devido ao crime cometido pelo idoso, cujas penas combinadas superam 15 anos de reclusão.

Após ser preso pelos policiais civis, o preso foi encaminhado para audiência de custódia, no Fórum da Capital mato-grossense.

Outras prisões

Na manhã desta sexta-feira (23.02), mais dois homens foram presos pela Polinter, em cumprimento de mandados judiciais.

O primeiro, de 42 anos, vinha sendo procurado por estupro de vulnerável e estava com a prisão preventiva decretada pela 10ª Vara Criminal da Capital. O preso é acusado pela família de cometer estupro de vulnerável, contra a própria sobrinha, no bairro Morada da Serra.

O segundo preso, de 30 anos, foi localizado pela equipe da Polinter no bairro São Simão, em Várzea Grande. Ele responde por violência doméstica, e estava com a prisão expedida pela Vara Especializada da Família da Comarca de Várzea Grande.

Ambos os presos foram conduzidos até a sede da Polinter para as providências cabíveis, e posteriormente colocados à disposição do Poder Judiciário.