Quarta-feira, 17 de Julho de 2024

POLÍTICA NACIONAL Quarta-feira, 08 de Março de 2023, 12:02 - A | A

Quarta-feira, 08 de Março de 2023, 12h:02 - A | A

Laércio destaca projeto que prevê políticas para gás natural

Agência Senado

O senador Laércio Oliveira (PP-SE) destacou, em pronunciamento nessa terça-feira (7), proposta apresentada por ele que cria o programa de estímulo ao escoamento e à comercialização de gás natural (Pró-Escoar). Segundo o parlamentar, o PL 956/2023 permitirá o aumento da produção de gás natural no país e tornará o mercado interno mais competitivo.

— Temos condições hoje de alcançar a autossuficiência na produção do gás natural no Brasil. Basta pensarmos, por exemplo, no aumento da produção de gás natural que virá associado à exploração do petróleo na região do pré-sal — afirmou.

O senador ressaltou que o programa criará condições para que, em um futuro próximo, o Brasil passe de importador a exportador de gás natural para o mundo todo. Ele também observou que o gás natural é insumo básico para a indústria e sua exploração vai contribuir com o crescimento econômico do país. “Ao mesmo tempo, é um combustível central no processo de transição energética, tendo em vista sua capacidade de substituir fontes de energia mais poluentes e acelerar a redução das emissões de carbono”, destacou.

Laércio também observou que Sergipe vive um momento de expectativa em relação ao futuro, já que a partir de 2026 "terá uma enorme produção de gás natural com a chegada de 20 milhões de metros cúbicos por dia de gás canalizado no mar, num gasoduto com cerca de 100 quilômetros de extensão nas águas e com mais 25 quilômetros em terra, prospectando a quase 2 mil metros de profundidade". Ele explicou que, com isso, o estado será responsável por 20% da produção nacional de gás, atraindo novas indústrias e gerando empregos e renda para a população.

— Todos nós convergimos na crença de que o aproveitamento do gás natural produzido no Brasil deve ser uma prioridade para o Brasil. Nesse sentido, quero lembrar que o estado de Sergipe e o estado do Rio de Janeiro têm muito a contribuir na produção e no escoamento do gás natural, com os investimentos nesse setor viabilizados a partir da nova Lei do Gás [Lei 14.134, de 2021], que relatei na Câmara dos Deputados ­— concluiu.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado