Segunda-feira, 22 de Julho de 2024

POLÍTICA NACIONAL Domingo, 12 de Março de 2023, 17:02 - A | A

Domingo, 12 de Março de 2023, 17h:02 - A | A

Moro de aluguel, justifica Michelle Bolsonaro ao doar cães filhotes

Política Nacional

Michelle Bolsonaro
Reprodução

Michelle Bolsonaro


A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro (PL) postou nas redes sociais no último sábado (11) que está doando duas filhotes de cachorro. A alegação para fazer a doação é que ela está “morando de aluguel” e não tem condições para ficar com a dupla de animais.

A esposa do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) contou aos seus seguidores que encontrou as duas cachorrinhas perdidas na estrada, mas não pode criá-las, porque tem outros seis animais de estimação, sendo três adotivos.

Além disso, ela explicou que vive em um imóvel alugado e o espaço não é grande suficiente para ter as duas filhotes. A ex-primeira-dama prometeu vaciná-las e vermífuga-las ainda neste fim de semana para facilitar a doação e entregá-las para uma nova residência.

Michelle saiu do Palácio do Alvorada no dia 31 de dezembro do ano passado, quando Bolsonaro perdeu o mandato de presidente da República. A residência oficial da Presidência agora é ocupada por Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que venceu a eleição de 2022.

Bolsonaro fora do Brasil

Bolsonaro viajou para Orlando no fim do ano passado e tinha como objetivo ficar por lá até o fim de março. Porém, com o ato terrorista de 8 de janeiro, mudou o planejamento e estipulou ficar nos EUA até o fim do primeiro semestre, porque não recebeu garantias de que ficaria livre se retornasse ao Brasil.

Só que a poeira abaixou e o PL confirmou que não tinha nenhuma chance do Supremo determinar a prisão preventiva de Bolsonaro. Precisando fazer uma cirurgia, o ex-presidente bateu o martelo e avisou aos aliados que estaria em solo brasileiro entre março e abril.

No fim de fevereiro, ficou definido que seu retorno ocorreria dia 15 de março. Não por acaso, bolsonaristas passaram a divulgar a data nas plataformas digitais. O ex-chefe do Executivo federal iria viajar pelo Brasil, assim como a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro.

No entanto, o escândalo das joias de diamantes acendeu o sinal amarelo em todos do PL. Agora não há uma data para o seu retorno.


Entre no canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política