Sábado, 20 de Julho de 2024

POLÍTICA NACIONAL Segunda-feira, 03 de Julho de 2023, 17:04 - A | A

Segunda-feira, 03 de Julho de 2023, 17h:04 - A | A

Pesquisa sobre violência escolar é tema de debate na Comissão de Educação

Agência Senado

A Comissão de Educação (CE) faz nesta terça-feira (4) uma audiência pública para debater os resultados da pesquisa sobre violência escolar feita pelo Instituto DataSenado. De acordo com o levantamento, estima-se que quase 7 milhões de estudantes sofreram violência no ambiente escolar nos últimos 12 meses. A audiência está marcada para começar após o fim da reunião deliberativa da comissão, marcada para as 10h.

O estudo foi elaborado em parceria com o gabinete do senador Flávio Arns (PSB-PR), autor do requerimento para a audiência e presidente da CE. O levantamento foi feito nos dias 9 e 10 de maio deste ano. Foram ouvidas por telefone 2.068 pessoas de 16 anos ou mais, selecionadas por meio de amostragem aleatória estratificada da população brasileira.

Além da experiência escolar dos entrevistados, a pesquisa traz informações a respeito dos estudantes que moram com eles. Investigou-se, assim, se houve violência escolar com cada um desses alunos. Cerca de 11% dos estudantes sofreram algum tipo de violência escolar nos últimos 12 meses, o que representaria um total 6,7 milhões de estudantes.

A pesquisa também abordou questões relativas ao Projeto de Lei 2.628/2022, que dispõe sobre a proteção de crianças e adolescentes em ambientes digitais. A proposta, do senador Alessandro Vieira (MDB-SE), teve Flávio Arns como relator na Comissão de Direitos Humanos (CDH). Verificou-se que a maioria absoluta dos brasileiros (84%) acredita que deveria haver restrição de idade para uma criança ou adolescente criar contas em redes sociais. 

Foram convidadas para a audiência a diretora da Secretaria de Transparência do Senado, Elga Teixeira Lopes, e a chefe do Serviço de Pesquisa e Análise do Instituto de Pesquisa DataSenado, Isabela Lima Campos. Ambas confirmaram presença.   

Como participar

O evento será interativo: os cidadãos podem enviar perguntas e comentários pelo telefone da Ouvidoria do Senado (0800 061 2211) ou pelo Portal e‑Cidadania, que podem ser lidos e respondidos pelos senadores e debatedores ao vivo. O Senado oferece uma declaração de participação, que pode ser usada como hora de atividade complementar em curso universitário, por exemplo. O Portal e‑Cidadania também recebe a opinião dos cidadãos sobre os projetos em tramitação no Senado, além de sugestões para novas leis.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado