Sábado, 20 de Julho de 2024

POLÍTICA Sábado, 06 de Maio de 2023, 15:26 - A | A

Sábado, 06 de Maio de 2023, 15h:26 - A | A

XADREZ POLÍTICO

Beto Dois a Um admite convite do PSB à Botelho, mas aposta na permanência do deputado no UB

Evelyn Souza/ Marisa Batalha/O Bom da Notícia

Em entrevista ao Cast do Bom do site O Bom da Notícia nesta quinta-feira (4), o deputado estadual Alberto Machado (PSB), conhecido por Beto Dois a Um, não descartou a possibilidade do presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (UB), aceitar o convite do Partido Social Brasileiro para se filiar e disputar o comando do Palácio Alencastro, em 2024. 

Mas aposta alto na permanência do colega de Casa de Leis na sua atual legenda, ao lembrar que o União Brasil tem membros com perfis políticos diferentes, contudo, unidos quando se trata de buscar um consenso interno. Em especial, em se tratando de uma candidatura, no ano que vem, pelo comando do Palácio Alencastro. "Sou do PSB, claro, respeito demais os líderes do União Brasil, e sei que existem diferenças, mas eles se divertem. E no final sempre encontram um consenso e colocam estas diferenças de lado".

“Não descarto a possibilidade de o Botelho ir para o partido e disputar o comando do Alencastro, tanto que ele já recebeu um convite do deputado e presidente do partido Max Russi. O Botelho é um grande candidato, na verdade, um forte candidato! O Botelho tem o DNA de Cuiabá e que dialoga com muita legitimidade, mas acho muito difícil o Botelho sair do União Brasil, pois é um partido que conheço um pouco, estava lá até pouco tempo, e tem muita gente boa também! Temos um governador, senador, quatro deputados federais e dois estaduais, sendo assim, é normal os embates que existem entre eles, já que lá tem muito cachorro grande”, afirmou

O convite feito pelo presidente do PSB, deputado Max Russi, ao presidente licenciado da Assembleia Legislativa, surgiu após desentendimentos entre o deputado federal, Fábio Garcia e Eduardo Botelho, que disputam internamente no União Brasil quem deverá ser o candidato a disputar a Prefeitura de Cuiabá, já que ambos não escondem suas intenções de disutar a prefeitura da capital. 

Quanto aos nomes nesta disputa, na capital, pelo PSB, Beto assegura que o debate deverá começar, quando ele retornar da viagem ao Estado Unidos com o governador Mauro Mendes (UB), onde vão buscar parcerias para o avanço da agricultura sustentável e apresentar oportunidades de investimentos para Mato Grosso.

“Quando eu voltar da viagem com o governador Mauro Mendes, teremos uma reunião com o presidente do PSB, o deputado Max Russi, ele já nos convocou para começarmos a debater as eleições municipais de 2024. E o PSB precisa manter o protagonismo que ocupou nesta última eleição estadual”, disse

Reafirmando a crença de que ‘partido que não participa de pleito, não cresce’, Beto aponta que sua sigla tem nomes muitos fortes para disputar as eleições de 2024, como o da médica Natasha Slhessarenko, filha da ex-senadora Serys, e do ex-deputado estadual, Alan Kardec.

Ao ainda enfatizar que a última eleição estadual mostrou claramente que ‘a população está ansiosa por novos nomes’.

“Sou muito partidário, ou seja, acredito que partido que não disputa eleição não cresce! E, nós temos Natasha, Alan Kardec, sendo assim, temos um time de pessoas radicadas aqui em Cuiabá, com capacidade de disputar a prefeitura. O resultado das eleições estaduais mostram que a velha política começou a perder a força, pois as pessoas querem resultados. Quem não pensou na possibilidade da Natasha ser senadora, nas últimas eleições de outubro do ano passado. Olha o trabalhão que ela daria! Ou seja, a população está ansiosa por novos nomes”, asseverou.

Veja entrevista na íntegra