Sábado, 25 de Maio de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2024, 17:39 - A | A

Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2024, 17h:39 - A | A

ANUNCIA MENDES

Carvalho deixa o governo para se dedicar a vida empresarial e Garcia permanece na Casa Civil

Luciana Nunes/ O Bom da Notícia

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (19), no Palácio Paiaguás, o governador Mauro Mendes anunciou que o suplente de senador Mauro Carvalho estaria deixando o staff do governo para se dedicar a vida empresarial. E que Fábio Garcia continua no comando da Casa Civil até que seja definido no União Brasil quem será, de fato, o nome da legenda que disputará a Prefeitura de Cuiabá.

“Havia a expectativa de Mauro Carvalho retornar a partir de 1º de janeiro à Casa Civil. Na viagem que tivemos, ele mosrou sua vontade de poder se dedicar um pouco mais à atividade empresarial, já que ficou cinco anos afastado. Tentei muito demove-lo dessa ideia, por conta da importância que ele teve desde o início do nosso governo como também da minha trajetória política. Esteve comigo em 2010, depois 2012 quando fui prefeito e em 2018. Um dos poucos que ficaram comigo, no grupo que tínhamos próximos ao então governador Blairo Maggi. Fico feliz por ele, mas fico triste pela perda”, disse.

Mauro Carvalho estava no cargo desde 2019 e havia se afastado em julho de 2023 para assumir o lugar do senador Wellington Fagundes, que cumpria licença médica. Desde então, Fábio Garcia assumiu a função de articular a pasta. Mendes ainda relembrou o desempenho de Mauro Carvalho ao longo dos cinco anos que esteve à frente da secretaria e agradeceu sua dedicação ao serviço público. 

“Foi um grande orgulho ter o Mauro Carvalho como parceiro nesses cinco anos, nos ajudando nessa trajetória bonita de recuperação do Governo de Mato Grosso, que hoje é um dos estados que mais faz investimentos no país”, afirmou. 

Na coletiva, o governador e presidente do União Brasil, em Mato Grosso, igualmente, frisou que nas próximas semanas será decidido dentro do União Brasil quem deverá ser o nome oficial da sigla na disputa pela Prefeitura de Cuiabá, que segue com a disputa interna entre Fábio Garcia e o presidente da Assembleia Legislativa Eduardo Botelho. Ao revelar que até que ocorra esta definição Garcia permanece na Casa Civil.

“Vamos decidir objetivamente isso nas próximas semanas, enquanto isso Fábio Garcia fica na Casa Civil. Eu o convidei até que haja definição. Se a definição for pela candidatura dele, posteriormente, ele vai deixar a Casa Civil, se a definição for pelo Eduardo Botelho nós vamos ver se ele vai querer continuar. Mas vai ser uma decisão a ser tomada lá na frente”, finalizou Mendes.

Mendes, contudo, revelou seu apoio pessoal ao nome de Fabio, ao reiterar que a legenda buscará  até o último minuto, construir um consenso, ao frisar que, entretanto, como foi acordado entre as lideranças do partido, a eleição municipal de Cuiabá passa por ele. "Vamos até o último minuto no sentido de construir um consenso e a definição ocorrerá nas próximas semanas. Se não houver consenso, eu darei a palavra final".

"Cada um dos políticos filiados ficou responsável por conduzir o partido nas suas regiões e, em Cuiabá, eu dou a palavra final".