Terça-feira, 16 de Julho de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 02 de Março de 2023, 13:30 - A | A

Quinta-feira, 02 de Março de 2023, 13h:30 - A | A

PRENDE-SOLTA

'Código Penal precisa mudar, não dá para PM ficar enxugando gelo' diz Botelho sobre soltura de criminosos

Luciana Nunes/ O Bom da Notícia

Em entrevista na Rádio CBN Cuiabá nesta quinta-feira (2), o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (UB), criticou o Código Penal do Brasil, que permite a soltura de criminosos presos pela Política Militar de forma rápida. Para o parlamentar isso precisa ser mudado o mais rápido possível pois hoje os PMs estão 'enxugando gelo'. 

"Precisamos mudar nossa legislação, não dá para colocarmos a polícia para ficar fazendo papel de chegar no destino, aí ele prende, vem a tal da audiência de custódia, e liberta. Me perdoem mas eu não entendo como que um cara que já tem cinco passagem e ai dizem que é um crime de baixa impacto e ele acaba solto na audiência de custódia. Gente ele já tem cinco passagens, isso é na verdadeum incentivo à criminalidade", disse. 

A audiência de custódia serve para que seja feita uma análise dos requisitos de validade e legalidade da prisão, o mais rápido possível, para que assim o juiz possa avaliar a condução do preso em flagrante e a legalidade da prisão. preso conduzido e as partes são ouvidas (advogado ou defensoria pública e o Ministério Público) para verificar se o preso pode ou não ser colocado em liberdade.

"Temos que começar a manter essas pessoas presas. É como eu falo, os crime de maior impacto como é o caso de assassinato ele tem que ter uma pena maior, não dá pra ele ser condenada 12 anos e com dois anos ele está solto, você tira uma vida tem que ficar presa. não dá pra ficar a polícia prender e a justiça soltar". 

O presidente da Assembleia ainda pede ajuda os deputados federais e senadores para mudar essa história. 

"Tem que mudar o nosso Código Penal, aí conclamo os deputados federais e senadores para fazerem essa mudança, para ver algo mais duro nesse sentido. Pois em relação a polícia ela vem atuando, ela tem uma posição boa, tem feito um grande trabalho em Mato Grosso", concluiu. 

Conforme rankig divulgado pelo G1, Mato Grosso é o 9º Estado com maior taxa de assassinatos a cada 100 mil habitantes.