Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 27 de Outubro de 2023, 10:04 - A | A

Sexta-feira, 27 de Outubro de 2023, 10h:04 - A | A

EDUCAÇÃO DE CUIABÁ

Demilson denuncia direcionamento de contrato à famiiar de secretária-adjunta

Da Redação do Bom da Notícia com Assessoria

O vereador Demilson Nogueira usou a tribuna da Câmara Municipal nesta quinta-feira (26) para denunciar o direcionamento de um contrato firmado pelo município nos anos de 2018 e 2023, a um membro familiar da secretária adjunta de Educação.

A empresa AWG Comércio e Serviços LTDA, foi contratada através de adesão a ata de registro de preço para o serviço de desinstalação e manutenção de aparelhos de refrigeração, entre ar-condicionado, geladeiras, freezer, frigobares, bebedouros e refrigeradores, dentre outros serviços, incluindo o fornecimento de peças e acessórios visando atender a demanda da rede municipal de ensino. O contrato vence em junho de 2024, ao todo, já foram pagos a empresa o valor 7,4 mi.

“O que nos trazemos aqui é que houve um privilegio de uma contratação ali na secretaria municipal de educação onde uma empresa que tem um vínculo de parentesco com a secretaria adjunta recebe rigorosamente em dias, todos os pagamentos mensais, conforme vimos no Portal de Transparência, enquanto outras pastas e outras empresas nãos se paga ninguém. Então no mínimo é uma situação privilegiada e outra essa empresa chegou ao município através de uma adesão de ata do interior. A adesão pode sim ser feita, mas não nessa situação de parentesco, é imoral”, classificou o vereador.

Demilson argumenta que a denúncia partiu do trabalho de fiscalização realizado pelos vereadores nas escolas municipais, onde ficou constatada a péssima gestão nos sistemas de refrigeração nas unidades, principalmente no período de calor intenso em Cuiabá.

“Eu estou propondo aos vereadores que aprove a convocação do gestor e o fiscal do contrato para esclarecer quais os serviços que está sendo feito nas escolas do município além do favorecimento na contratação da empresa”, concluiu o vereador.