Segunda-feira, 22 de Julho de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 13 de Julho de 2023, 13:20 - A | A

Quinta-feira, 13 de Julho de 2023, 13h:20 - A | A

"ESPERO CONTINUAR NO UNIÃO"

Deputado diz que permanência no UB dependerá das definições da sigla sobre eleições em 2024

Evelyn Siqueira/ O Bom da Notícia

Com convites chegando de diversos partidos, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (UB), afirmou em conversa com jornalistas nesta quarta-feira (12), na Casa de Leis, que está ‘lutando’ para continuar no partido União Brasil.

Ao admitir, contudo, que sua permanência dependerá das definições que serão feitas em janeiro do próximo ano, na escolha do partido e as alternativas usadas para esta escolha, sobre quem, de fato, será o nome oficial da legenda na disputa pela Prefeitura de Cuiabá, nas eleições municipais de 2024.

 “Fui convidado pelo PSD, pelo PSB, Republicanos e pelo MDB. Ou seja, recebi convites, mas disse que vou aguardar uma conversa com o partido em janeiro. Eu espero continuar no União, estou lutando para ficar dentro, pois gosto do meu partido. E estamos com uma boa equipe, um grupo vencedor. Portanto, estamos trabalhando para manter esse grupo unido. Temos a definição para discutir sobre o candidato à Prefeitura em Cuiabá em janeiro, então em janeiro dependendo das definições irei decidir se permaneço ou saio da legenda”, disse 

E ao ser questionado se teria sido procurado - em meio a tantos convites -, pelo grupo que está hoje ao entorno do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro(MDB), Botelho fez questão de frisar que não busca ‘desarticular’ nenhum candidato. 

Ao assegurar que não mantém contato com o grupo que apoia o atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, pois acharia um 'desrespeito'  viabilizar sua candidatura, inviabilizando o pré-candidato de Emanuel.

“Não existe conversa com o grupo do atual prefeito, até porque seria um desrespeito, pois o grupo tem um candidato. Então seria muito desrespeitoso eu ir até lá falando: olha eu quero que vocês me apoiem. Não vou entrar em área de ninguém, isso não faz parte da minha índole desarticular ninguém!”, afirmou.