Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

POLÍTICA Terça-feira, 18 de Abril de 2023, 10:17 - A | A

Terça-feira, 18 de Abril de 2023, 10h:17 - A | A

ELEIÇÃO 2024

Max revela interesse de Botelho para migrar de sigla e disputar Prefeitura de Cuiabá pelo PSB

Luciana Nunes/O Bom da Notícia

À jornalistas nesta segunda-feira (17), o deputado estadual Max Russi (PSB) disse que o presidente da Assembleia Legislativa Eduardo Botelho (UB) demonstrou interesse em migrar para o seu partido e garantir a disputa, no ano que vem, à Prefeitura de Cuiabá.

Max admitiu, inclusive, que esta não foi a primeira vez que a sigla convidou o presidente da Assembleia, assim, que esta conversa já havia ocorrido entre eles recentemente. Porém, a decisão não depende unicamente dos dois e, sim, de uma liberação do União Brasil, atual sigla de Botelho, para que ele possa aportar em outra legenda.

“Teve conversa. Ele demonstrou interesse. É um namoro que, contudo, depende de outros atores. Não depende do Max e do Botelho porque se dependesse o casamento estava pronto. Se ele for liberado lá[UB] e quiser vir para o PSB, a porta do partido está aberta inclusive como candidato”, disse.

Botelho não esconde o sonho de ser prefeito de Cuiabá, nem tampouco, o seu colega de partido, o deputado federal Fábio Garcia, que como ele deseja ser o nome escolhido do União Brasil na disputa pela Prefeitura de Cuiabá. Diante disso Max viu a oportunidade de abrir as portas do PSB para Botelho.

“A gente abriu as portas, demos condições, oportunidade e ele depende do União Brasil, da liberação para poder mudar de partido se não ele não pode mudar”, disse.

Na semana passada, à imprensa, Botelho já havia dito que teria recebido vários convites para migrar de sigla, dentre eles estaria o PSB. Mas que este não seria o momento e que estaria bem dentro de sua legenda.

"Sim eu tenho vários convites. Recentemente, recebi do PSB que vejo como um bom partido, onde tenho uma boa relação. Mas eu fui convidado também pelo PMDB e PSD, além do Republicanos. Tenho vários convites que chegaram aí", explicou. 

Mas mesmo diante dessas opção, Botelho garante que o seu plano é se viabiizar como candidato pelo seu partido, o União Brasil.  

"À princípio estou querendo construir a minha candidatura à prefeitura no meu partido, onde nós começamos, que é União Brasil".