Quarta-feira, 17 de Julho de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 03 de Agosto de 2023, 12:09 - A | A

Quinta-feira, 03 de Agosto de 2023, 12h:09 - A | A

ELEIÇÕES DE 2024

Mendes revela ‘grande apreço’ por Kalil Baracat e anuncia apoio à sua reeleição em VG

Luciana Nunes/ O Bom da Notícia

À jornalistas esta semana, o governador Mauro Mendes (UB) assegurou que dará apoio a reeleição do atual prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB). Ao asseverar que há um acordo dentro do União - que em se tratando da Cidade Industrial -, as articulações políticas ficam sob o comando dos irmãos Jayme e Júlio Campos, respectivamente senador e deputado estadual. Assim, todas as tratativas até agora sinalizam apoio ao emedebista.

“É claro que nós fizemos um acordo dentro do União Brasil - que o Jayme e o Júlio iriam cuidar do diretório lá da Várzea Grande -, mas eu tenho um apreço muito grande pelo Kalil. Acho que ele está fazendo um bom trabalho. E nós vamos trabalhar lá para isso”, disse.

O apoio de Mauro Mendes representa um importante respaldo político para a candidatura do prefeito emedebistade Kalil Baracat, que buscará, em 20224, a reeleição. E, obviamente, dará continuidade aos projetos e avanços realizados em Várzea Grande durante sua gestão.

A decisão de Mendes de apoiar a candidatura de Kalil Baracat reforça a união entre as legendas e a convergência de esforços para consolidar a continuidade de um governo que tem obtido resultados positivos em áreas essenciais para o município.

"Vamos trabalhar para que Kalil possa ser candidato e, se for vontade de Deus e do povo, ele seja reeleito prefeito por mais um mandato", acrescentou o governador.

A expectativa é que a parceria entre Mauro Mendes e Kalil Baracat possa impulsionar ainda mais o desenvolvimento de Várzea Grande e proporcionar melhorias significativas na qualidade de vida da população local.

Cuiabá indefinido

Enquanto em Várzea Grande tudo parece estar definido, na capital o cenário é outro. Pois Mendes precisa decidir entre o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislatura Eduardo Botelho e o  chefe da Casa Civil, Fabio Garcia. 

A disputa interna entre Botelho e Fabio Garcia tem causado uma “crise” no União Brasil, inclusive com uma possível debandada de filiados para outro partido com o objetivo de “seguir” Botelho.

Questionado sobre o fato Mendes garante que a decisão será tomada na hora certa, sem prejuízos ao pleito de 2024.

“Ficou combinado que de Cuiabá cuido eu. Na hora certa nós vamos debater isso. E no final o União Brasil vai sair muito maior do que entrou na eleição de 2024”, finalizou.