Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 04 de Outubro de 2023, 16:01 - A | A

Quarta-feira, 04 de Outubro de 2023, 16h:01 - A | A

"LIDERANÇA SÓLIDA"

‘Na minha mão o MDB cresceu e já tem chapa pronta de vereadores’, diz Emanuel ao rebater críticas

Luciana Nunes/ O Bom da Notícia

Em entrevista à imprensa esta semana, o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) garantiu que com ele o partido cresceu e que, inclusive, já teria pronta a chapa de vereadores para o pleito de 2024. Ao rebater críticas de alguns membros de sua sigla, em especial, da deputada Janaina Riva que recentemente alegou que a imagem de Emanuel estaria 'desgastada' e, assim, pode prejudicar o candidato que desejar disputar a prefeitura no ano que vem. 

“Na minha mão o partido só cresce, primeiro que a gente pegou um partido fraco em Cuiabá desde Dante de Oliveira. Segundo não tinha nenhum vereador em várias legislaturas e agora tem dois e vou trazer mais pois além de uma chapa completa, até com candidaturas sobrando, o MDB hoje está sólido e pronto para o ano que vem”, disse.

Ao ser questionado sobre alguns deputados do partido sinalizarem apoio a pré-candidatura do presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (UB), Pinheiro vê como natural.

“É a opinião de um ou outro deputado. Ainda tem também a decisão do partido que ainda não foi tomada pelo diretório municipal. Tem um prefeito da capital, tem um deputado federal Emanuelzinho. E a liderança política aqui é nossa e sólida. Claro, a candidatura de Botelho é legitima pois deputados estaduais têm esse interesse de governar a capital de todos os mato-grossense”, complementou.

Já em contrapartida, cresce dentro da legenda a ideia de apoiar Botelho, como o parlamentar federal Juarez Costa que, à exemplo de Janaina Riva (MDB), pontua que dentro do partido não há o desejo de seus integrantes de apoiar um candidato indicado por Pinheiro.

À jornalistas nesta segunda, na eleição da Associação Mato-grossense dos Municípios, a deputada Janaina Riva reforçou a tese ao apontar o desgaste de Pinheiro diante de inúmeros escândalos em sua administração e a intenção da legenda de deixa-lo longe do pleito.