Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 05 de Julho de 2023, 14:36 - A | A

Quarta-feira, 05 de Julho de 2023, 14h:36 - A | A

DIZ MENDES

'Não é justo tributar os mais pobres para privilegiar alguns poucos'

O Bom da Notícia/ Com Assesssoria

O governador Mauro Mendes criticou alguns pontos do texto atual da reforma tributária, que acabam por "tributar os mais pobres para privilegiar alguns poucos".

A crítica foi feita em entrevista à Jovem Pan News, na noite de terça-feira (04.07). A votação da reforma deve ser feita pelo Congresso Nacional nos próximos dias.

Uma das preocupações do governador de Mato Grosso são as mudanças previstas sobre os impostos para os itens da cesta básica.

"Não é justo que você tribute os mais pobres em detrimento daqueles que podem pagar um pouco mais. Vai existir uma tributação na cesta básica, um aumento de carga tributária para os mais pobres e para a classe média, e que só vai privilegiar alguns poucos", opinou.

Conforme estudo realizado pela Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), os preços de diversos produtos da cesta básica e da carne poderão sofrer aumentos significativos caso o texto da Reforma Tributária seja aprovado da forma como está proposto pelo Governo Federal.

As estimativas apontam que os impactos nos preços para o consumidor podem chegar a mais de 10%, como no caso da carne. No caso do feijão e do arroz, os aumentos nos preços serão de 12,5%, já que em Mato Grosso esses itens possuem isenção de impostos.

"Não dá pra entregar o texto da reforma quando todo mundo está de férias, uns pulando São João no Nordeste, no Carnaval e alguns em Portugal, com Brasília vazia, em um assunto que vai impactar na vida de todos. Essa discussão precisa amadurecer um pouco mais pra que nós votemos e eu gostaria muito que a gente simplificasse e que votasse uma reforma mais madura", completou.