Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

POLÍTICA Terça-feira, 05 de Dezembro de 2023, 12:39 - A | A

Terça-feira, 05 de Dezembro de 2023, 12h:39 - A | A

CUIABÁ 2024

Pivetta diz que Republicanos analisa cenário para 2024, mas não esconde desejo de caminhar com Mendes

Luciana Nunes/ O Bom da Notícia

Em conversa com os jornalistas nesta segunda-feira (4), o governador em exercício Otaviano Pivetta (Republicanos) disse que o partido está analisando as possibilidade e cenários que começam a se desenhar para a eleição municipal de 2024.

Mas uma coisa já estaria certa, quer permanecerá no grupo político liderado pelo governador Mauro Mendes (UB).

“Obviamente que eu vou participar das decisões partidárias. Estamos conversando, analisando o cenário e, oportunamente, a gente tomará as decisões. Nós temos bons quadros, as circustâncias e a disposição desses quadros que nós precisamos analisar. Nós temos um grupo político da qual participamos que é liderado pelo governador Mauro Mendes, então considerando que o governo do estado está em um bom caminho, que está bem avaliado pela sociedade, a escolha deverá ser bem recebida”.

A declaração foi feita após sua participação, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, da sessão especial para homenagear várias personalidades de Mato Grosso e de Tocantins, em comemoração ao Dia do Agrônomo.

O Republicanos até já conta com a disposição do deputado Diego Guimarães em 'peitar' esta pré-candidatura como cabeça de chapa, mas há outras articulações e composições em andamento. E que o União Brasil, claro, partido de Mendes, da qual Pivetta faz parte, terá candidatura própria.

Sabe-se também da queda de braço interna no UB em decidir entre o deputado e presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho e o secretário-chefe da Casa Civil, Fábio Garcia, que buscam se tornar o nome oficial da legenda na diusputa, ano que bem, pela Prefeitura de Cuiabá.

E como Pivetta defende que os partidos caminhem juntos para que 'Cuiabá possa viver as mesmas transformações e avanços da administração estadual', há uma possibilidade gigante de que o governador em exercício siga com Mendes.

"Nós vamos dar sequência no que está dando certo. Nós somos maduros, temos uma organização política madura que colocou ordem na casa e estamos investimos e a sociedade está desfrutando desses benefícios. Então, a palavra de ordem ainda é esperar".