Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 24 de Novembro de 2023, 13:38 - A | A

Sexta-feira, 24 de Novembro de 2023, 13h:38 - A | A

NOTA PÚBLICA

Presidente da OAB-MT repudia 'ironia' do ministro Alexandre de Moraes

Da Redação do Bom da Notícia com Assessoria

Manifestando o sentimento de indignação que invade a advocacia brasileira, a presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Mato Grosso (OAB-MT), Gisela Cardoso, abriu a Sessão da 2ª Turma do Conselho Estadual, nesta sexta-feira (24), repudiando a postura do ministro Alexandre de Moraes.

Em sessão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro foi irônico ao negar pedido de sustentação oral feito por um causídico e citou a Ordem dos Advogados de forma jocosa.

"Enquanto representante da advocacia mato-grossense e diante do nosso Conselho Seccional, não posso deixar de manifestar a nossa indignação em relação à fala desrespeitosa e infeliz do ministro, que, ao indeferir o pedido de sustentação oral, colocou o regimento interno acima da Lei Federal. Nos desrespeitou, fez piada e tentou dispor a advocacia brasileira, com seus 1 milhão e 300 mil advogados e advogadas, em um lugar em que ela não deve estar, por ser indispensável à administração da Justiça nos termos da Constituição Federal e sustentáculo do Estado Democrático de Direito".

Gisela, que também fez um pronunciamento oficial, destacou ainda que a OAB é porta voz da sociedade civil brasileira e não pode ser alvo de ironias e ataques, sob pena de vulnerabilizar a distribuição da Justiça.

Sendo assim, segundo ela cabe repúdio à postura do ministro Alexandre de Moraes.

"Essa postura não condiz com o que se espera de um juiz da Suprema Corte, agindo assim ele não só atinge a advocacia e a OAB, mas também as instituições e a sociedade brasileira".